23:47 15 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Caça furtivo chinês J-20 durante um show aéreo em Zhuhai, província de Guangdong, China, novembro de 2016

    Caça J-20 chinês vs F-22 Raptor norte-americano: qual deles é melhor?

    © REUTERS / Stringer
    Defesa
    URL curta
    9102

    O novo caça chinês J-20, oficialmente chamado de Weilong ou Dragão Poderoso, é um dos aviões de combate mais avançados do mundo e a resposta do país asiático ao avião norte-americano F-22 Raptor.

    O avião de guerra chinês foi desenvolvido pela corporação Chengdu Aerospace e iniciou as provas em 2011. Os primeiros aviões entraram em serviço em março de 2017.

    Até agora, foram produzidas apenas algumas dezenas de J-20 para o Exército da Libertação Popular da China, embora sua fabricação ainda esteja em andamento, segundo o diário South China Morning Post.

    O F-22 Raptor foi desenvolvido pela companhia Lockheed Martin para o uso exclusivo da Força Aérea dos EUA. As exportações, incluindo para os aliados mais próximos dos EUA, estão proibidas, de maneira a proteger a sua tecnologia.

    A aeronave entrou em serviço em 2005, com o primeiro voo efetuado em 1997. Em 2011, a produção dos caças foi parada depois da fabricação de cerca de 200 unidades devido aos altos custos e à ausência naquele momento de aviões de outros países que pudessem desafiar a sua supremacia.

    No futuro, os EUA planejam atualizar o caça, mas por enquanto o F-22 Raptor, junto com o Weilong, continua sendo um dos aviões de combate de quinta geração mais avançados no mundo.

    Ambos os caças são desenhados para evitar a detecção por radar. O tamanho dos dois é parecido, e até o peso vazio das aeronaves equivale aos mesmos 19.000 quilos. No entanto, o avião estadunidense tem mais capacidade de carga útil.

    No que se refere às características de voo, ambos os aviões têm um teto de 20 quilômetros e uma velocidade máxima superior a 2.470 quilômetros por hora, duas vezes maior que a velocidade do som.

    O F-22 tem um alcance comparativamente mais curto, uns 800 quilômetros, enquanto o do J-20 atinge 1.100 quilômetros.

    A aeronave norte-americana funciona com dois motores com câmara de pós-combustão, o que lhe permite manobrar a velocidades supersônicas.

    O J-20 é também bimotor, mas o fabricante equipou a aeronave com motores de qualidade inferior, como o WS-10B chinês ou o AL-31FM2/3 de fabricação russa, o que afeta gravemente a sua manobrabilidade e capacidades furtivas a velocidades supersônicas. No entanto, o novo motor WS-15, que se espera esteja disponível no próximo ano, será de grande ajuda para resolver este problema.

    Apesar de os dois aviões terem muito boa "invisibilidade" nas partes frontal e lateral, o J-20 é considerado mais vulnerável aos radares em comparação com o F-22.

    Ambos os caças portam as suas armas em compartimentos internos. O J-20 pode transportar até seis mísseis ar-ar, menos que o F-22. Mas graças ao espaço maior em cada baía, o caça chinês pode transportar mísseis de longo alcance e a bomba guiada de precisão LS-6.

    "O F-22 pode portar até oito mísseis ar-ar ou ar-terra de curto e médio alcance. Também tem um canhão incorporado Vulcan M6, além de quatro pontos de fixação debaixo das asas, o que lhe permite levar tanques adicionais de combustível ou lançadores de mísseis.

    Ambos os jatos possuem sistemas de aviônica e sensores altamente integrados, com matriz de escaneamento eletrônico ativo (AESA) de baixa observação, que permite rastrear múltiplos alvos em qualquer condição meteorológica.

    Por fim, o South China Morning Post comparou o custo dos caças avançados. No caso do F-22 trata-se de uns inéditos 62 bilhões de dólares (232 bilhões de reais) por todo o projeto, e 339 milhões (1,2 bilhões de reais) por cada unidade fabricada.

    Por sua vez, o custo da investigação e desenvolvimento do J-20 é estimado em cerca de 4,4 bilhões de dólares (16 bilhões de reais), com o custo unitário de 100-110 milhões de dólares (375-412 milhões de reais).

    Mais:

    China testa seu novo caça de 5ª geração
    Qual é o melhor? Revista dos EUA compara caças de 5ª geração Su-57 russo e J-20 chinês
    Força Aérea da Índia: caças chineses J-20 não são furtivos
    Tags:
    motor, velocidade, alcance, avião, caça, F-22, J-20, Lockheed Martin, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik