03:01 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2200
    Nos siga no

    As corvetas do projeto 22800 (Karakurt) dotadas de mísseis de cruzeiro Kalibr serão apresentadas nos mercados dos países do Pacífico, declarou o vice-primeiro-ministro russo Yuri Borisov.

    "Esses navios são um sucesso", assinalou Borisov, destacando a grande tonelagem das corvetas, bem como seu armamento. "O mais importante são os Kalibr", frisou. 

    "Estas corvetas têm um preço razoável, não são grandes, são compactas e de alta velocidade", acrescentou o vice-primeiro-ministro.

    De acordo com ele, vários países, especialmente da região do Pacífico, ou seja, o Vietnã, China, Índia, podem vir a comprar estes navios que, segundo ele, possuem um bom potencial para serem exportados para estes países. 

    Segundo adicionou o vice-primeiro-ministro, no momento, as corvetas estão sendo colocadas em serviço da Marinha russa.

    O projeto 22800 foi desenvolvido pelo escritório de projetos navais Almaz. Estas embarcações, destinadas a levar a cabo missões em zonas marítimas distantes, possuem grande capacidade de manobra e excelente navegabilidade. Além disso, contam com a presença de tecnologias furtivas.

    Os mísseis Kalibr têm um alcance superior a 2,5 mil quilômetros. Os Kalibr foram utilizados com êxito pela primeira vez em combate no decorrer da operação antiterrorista na Síria em outubro de 2015. 

    Mais:

    Qual é o maior perigo das mais novas corvetas russas?
    Marinha da Rússia envia 2 corvetas equipadas com mísseis Kalibr à Síria (FOTOS)
    China coloca 2 novas corvetas de guerra em operação no mar do Sul da China
    Tags:
    corveta, exportações, míssil de cruzeiro, Karakurt, Kalibr, Pacífico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar