13:43 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Cruzador porta-aviões pesado Admiral Kuznetsov no porto de Severomorsk

    Para que Rússia pretende 'desmantelar' porta-aviões Admiral Kuznetsov?

    © Sputnik /
    Defesa
    URL curta
    14413

    Os engenheiros russos terão que "desmantelar metade do porta-aviões Admiral Kuznetsov", como parte dos trabalhos de modernização do navio, declarou à mídia o diretor-geral do estaleiro Zvyozdochka, Sergei Marichev.

    Segundo informou Marichev, os elementos obsoletos do porta-aviões serão desmantelados e retirados, sendo substituídos por "equipamento pesado e complexo".

    O diretor da empresa de construção naval sublinhou que os trabalhos de renovação terão lugar "na água". Será necessário instalar uma grua no convés do porta-aviões, algo que constitui uma carga adicional para o casco do navio.

    Marichev acrescentou que os engenheiros provavelmente terão que reforçar o casco em algumas outras partes do porta-aviões.

    Segundo informaram fontes no setor de defesa citadas pela mídia russa, o único porta-aviões da Rússia, que entrou em serviço da Marinha em 1991, receberá sistemas de defesa antimíssil de longo alcance Poliment-Redut, capazes de lançar mísseis guiados a uma distância de até 150 quilômetros. Além disso, serão instalados os novíssimos sistemas Pantsir-M e a versão naval do Pantsir-S. Ao mesmo tempo, o navio vai preservar o seu potencial ofensivo.

    Espera-se que a modernização do porta-aviões termine até 2020.

    Mais:

    Marinha do Reino Unido planeja aumentar presença no Atlântico Norte
    Vigiando submarinos russos? EUA posicionam grupo aeronaval no Atlântico
    Futuros porta-aviões nucleares da China podem ter 'coração' russo
    Tags:
    renovação, embarcação, navio, porta-aviões, estaleiro, Admiral Kuznetsov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik