14:48 18 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Morteiro M-160 (foto de arquivo)

    De Stalin até nossos dias: Damasco opta por morteiros soviéticos, segundo mídia (FOTO)

    CC BY-SA 2.0 / Wikipedia/George Shuklin
    Defesa
    URL curta
    0 160

    O exército sírio utiliza morteiros rebocados de calibre 160 mm e 249 mm. Trata-se dos veículos soviéticos M-160 e M-240.

    O M-160 foi adotado em serviço no exército soviético em 1949, o M-240 entrou no ano seguinte. Apesar de sua idade, a arma supera vários análogos estrangeiros modernos. Além disso, de acordo com Dmitry Lemeshko, da agência russa Vestnik Mordovii, são os morteiros mais potentes do mundo.

    ​Assim, um M-160 pode lançar um projétil de 41 kg a uma distância de 8 km. O M-240 estabeleceu um recorde: é capaz de usar munições com o peso de 130 e 228 kg a uma distância de cerca de 10 km. Além disso, pode utilizar uma mina reativa com o alcance de 20 km.

    Enquanto a Rússia já se despediu dos morteiros M-160 e M-240, suas versões rebocadas continuam tendo demanda na Síria.

    "Uma opção ainda mais eficaz é criar um exemplar com possibilidades de movimento independente, como foi feito nas armas autopropulsadas soviéticas, a última delas foi a 2A45M Sprut-B. Como resultado, teremos uma arma com maior mobilidade, capaz de fornecer suporte efetivo às tropas durante ações de combate em condições especiais", ressaltou Lemeshko.

    Mais:

    Mídia: Aeronave militar desconhecida cai no norte da Síria
    Anistia Internacional: Coalizão liderada pelos EUA na Síria não consegue proteger civis
    Israel está determinado a impedir transformação da Síria em 'novo Líbano', diz politólogo
    Tags:
    morteiros, armas, URSS, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik