23:24 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça F-16 da OTAN

    O que caças dos EUA capazes de transportar bombas nucleares fazem na Europa?

    © REUTERS / Ints Kalnins
    Defesa
    URL curta
    549

    Na República Tcheca começaram os exercícios militares Sky Avenger 2018, com a participação de caças F-16, que visam treinar táticas de combate e reabastecimento aéreo. A aviação norte-americana será representada por dois aviões KC-135, enquanto os tchecos efetuarão manobras com os aviões nacionais L-159 Alca e os helicópteros Mi-25 e Mi-171.

    A última vez que esses exercícios foram realizados no território tcheco foi em 2009. O especialista militar Viktor Litovkin explicou, em entrevista à Sputnik República Tcheca, o motivo desses treinamentos depois de quase uma década e a razão da presença no país de caças dos EUA capazes de levar bombas nucleares a bordo.

    "É evidente que isso acontece devido à questão atual de 'contenção da Rússia'. Em geral, a OTAN realiza esses exercícios em todos os países membros. Agora provavelmente chegou a vez da República Tcheca […] De qualquer modo, os exercícios militares são necessários para qualquer bloco. No entanto, a população da República Tcheca deve estar ciente de que os caças norte-americanos F-16, entre outras coisas, são capazes de transportar bombas nucleares. Há cerca de 200 bombas nucleares B61 dos EUA na Europa", comentou.

    Recentemente, o caça F-16 entrou na lista dos piores caças na história dos EUA publicada pela revista norte-americana The National Interest, que o classificou como "lata de conserva". Avaliando o F-16, Litovkin sublinhou que o caça tem um bom monomotor supersônico e um bom aparelho de radar de bordo. Segundo ele, os norte-americanos ainda não pretendem desistir desses caças, apesar de terem comprado os caças de quinta geração F-35 e F-22.

    Ao mesmo tempo, Litovkin enfatizou que é difícil comparar os caças russos Su-30 ou Su-35 (equipados com dois motores) com o F-16. As aeronaves russas demonstram melhor desempenho. O Su-35 pode ser comparado com o caça F-35, visto que são praticamente iguais em termos de potência, manobrabilidade e possuem radar de bordo. Além dos caças em si, há muitos fatores complementares que devem ser considerados, tais como as estações terrestres de radar, o comando a partir do solo que informa o piloto sobre o que está no ar e quem pode atacá-lo.  

    Há relatos de que, durante os exercícios Sky Avenger 2018, serão realizadas manobras de combate aéreo com caças F-16. Em março de 2017, uma bomba nuclear desativada В61-12 foi testada nos EUA utilizando justamente esse caça. No entanto, de acordo com o especialista, essas bombas não serão usadas na República Tcheca. Serão, sim, treinadas manobras com sua utilização e seu lançamento eletrônico contra alvos terrestres.

    "Repito, o F-16 é um caça multifuncional que visa não apenas a superioridade aérea mas também ataques contra alvos terrestres", concluiu Litovkin.

    Mais:

    'Turquia encontrará alternativa': Ancara responde à decisão dos EUA sobre caças F-35
    'Latas de conserva voadoras': revista americana nomeia piores caças dos EUA
    Dinamarca terá 'área de diversão' para caças F-35 da OTAN
    Tags:
    caças, bomba nuclear, manobras, exercício militar, Su-35, Su-30, F-22, F-35, F-16, OTAN, EUA, República Tcheca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik