12:18 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Tanque da batalha principal M-1 Abrams

    Washington inicia implantação de equipamento militar na Europa de Leste

    © REUTERS / Kacper Pempel
    Defesa
    URL curta
    415

    Os EUA começam a deslocação de tropas da Bélgica ao Leste Europeu no âmbito da operação Atlantic Resolve, comunica o portal Defense News com referência a um representante das forças norte-americanas na Europa.

    Segundo o portal, a deslocação é considerada como manobras de grande escala que visam treinar o desdobramento de tropas no território europeu no caso de um possível conflito no continente.

    No total, serão deslocados 3,3 mil efetivos e 650 unidades de equipamento militar, incluindo 87 tanques M-1 Abrams e 18 obus M-109 Paladin. O equipamento será posicionado nos países bálticos, bem como na Polônia, Romênia, Bulgária e Hungria.

    Também se comunica que uma parte das tropas será reposicionada por via ferroviária e rodovias. Além disso, será usado o transporte marítimo que antes nunca tinha sido empregue para estes fins.

    Mais tarde, as tropas vão participar dos grandes exercícios militares Sabre Strike, que se realizarão de 3 a 15 de junho na Polônia e região do Báltico e dos quais vão participar 18 mil militares dos países da OTAN.

    O cientista político Mikhail Smolin, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, comentou a implantação das tropas.

    "Houve relatórios dizendo que a máquina militar norte-americana tem muitas dificuldades em se desdobrar na Europa de Leste, pois a infraestrutura destes países não seria adequada para ações militares de grande escala. Não obstante a acumulação de forças militares e recursos, estas unidades, segundo esses relatórios, não podem ser rapidamente reposicionadas em caso de conflito militar ou de planos militares de algum país da OTAN — as bitolas das vias férreas não são adequadas e não há acessos ferroviários. Acho que nos países europeus da OTAN começaram a pensar nisso e demonstram que estão prontos a desenvolver a infraestrutura militar, reconstruir as vias férreas. O envio de efetivos a partir da Bélgica pode se tornar mais uma fase do aumento dos recursos e de tropas ao longo das nossas fronteiras, para, como eles pensam, apoiar os seus aliados e pressionar militarmente a Rússia, cercando-a pelas fronteiras", resumiu Smolin.

    Mais:

    Contra que país OTAN estaria posicionando armas nucleares na Grécia?
    O que 8 aviões suecos de combate fazem na Estônia?
    'Tentando superar atraso': especialista sobre 'renascimento' do tanque alemão Leopard 2
    Tags:
    equipamento militar, tanques, tropas, exercícios, ameaça, M1 Abrams, Europa Oriental, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik