23:47 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Avião comercial decolando com um drone em primeiro plano

    Drones kamikaze dos Marines norte-americanos são o futuro da guerra de artilharia?

    © AP Photo/ Bullit Marquez
    Defesa
    URL curta
    237
    Nos siga no

    Um escritório do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA opina que seria uma boa ideia enviar drones kamikaze de lançadores portáteis.

    Os Marines norte-americanos estão coletando informação e ideias para um sistema de alta tecnologia portátil que lance drones para equipar os fuzileiros navais com uma ferramenta capaz de efetuar missões de reconhecimento e atacar os inimigos à kamikaze.

    Na segunda-feira (23), o Corpo publicou um documento com pedido de informação para um sistema que ainda irá ser desenhado batizado de Organic Precision Fire (Fogo Orgânico de Precisão). O sistema de armas é essencialmente mais um componente de artilharia, mas com veículos aéreos não tripulados que podem mergulhar depois de apontar a um objeto do ar.

    Conhecido como "munições lentas", o serviço requer que os drones sejam capazes de ampliar o alcance da artilharia que supere o os 40 quilômetros do obus M777 Ultra Lightweight Field Howitzer. Em especial, o documento sublinha a exigência que o sistema atinja os alvos à distância de até 60 quilômetros.

    Até 18 de maio, as empresas podem submeter ao Corpo de Fuzileiros Navais as ideias sobre como construir, desenhar e demonstrar a plataforma Organic Precision Fire.

    Enquanto esse sistema futurístico de armas de drones se reveste de otimismo, é de assinalar que o documento dos Marines estipula que "este pedido de informação não constitui um pedido de propostas ou a existência de uma encomenda firme".

    Mais:

    Jato do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA cai no Djibuti
    Fuzileiros dos EUA são multados após confusão provocada por calote em bar na Romênia
    'Invasão' à americana: EUA posicionam navio de assalto anfíbio no Indo-Pacífico (VÍDEO)
    Tags:
    militares, kamikaze, drone, fuzileiros navais, Marinha dos EUA, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar