04:00 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Soldados do Exército Popular de Libertação da China (PLA) na parada militar comemorativa do 90º aniversário do exército chinês, julho de 2017

    Exército da China pretende defender interesses de Pequim e Moscou

    © REUTERS / China Daily
    Defesa
    URL curta
    27806

    Os militares chineses estão prontos para exercer todos os esforços necessários e defender interesses conjuntos de Pequim e Moscou.

    Exército chinês está disposto a proteger interesses comuns sino-russos, afirmou o porta-voz do Ministério da Defesa da China, Ren Guoqiang.

    No mês que vem, o novo ministro chinês da Defesa, general Wei Fenghe visitará a Rússia onde assistirá à Conferência de Segurança de Moscou.

    "A próxima viagem do ministro da Defensa chinês [à Rússia] é uma das medidas práticas para materializar o consenso que os líderes de duas nações atingiram sobre o desenvolvimento das relações entre nossos exércitos", destacou Ren.

    Ao mesmo tempo, o porta-voz adicionou que a visita "contribuirá para aprofundar e enriquecer a cooperação entre os militares de ambos os países, e sua interação estratégica" em diversas áreas.

    "China está disposta a trabalhar juntamente com Rússia para continuar a promover estas relações, contribuir de forma positiva para a defesa dos interesses comuns, bem como a manutenção de paz em escala regional e global", assegurou.

    Ademais, o representante da parte chinesa sublinhou que o alto nível de cooperação e a crescente confiança entre os militares da China e Rússia são fruto dos esforços pessoais dos presidentes Xi Jinping e Vladimir Putin.

    Mais:

    Correndo atrás: EUA modernizam arsenal nuclear para alcançar Rússia e China
    Qual será o rumo da parceria China-Rússia com Putin e Xi reeleitos? Analistas respondem
    Abram caminho para rublo e yuan: China e Rússia planejam evitar SWIFT
    China, EUA e Rússia podem decidir o futuro do Afeganistão no Uzbequistão
    Tags:
    interesse nacional, Exército da China, cooperação bilateral, Ministério da Defesa da China, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik