21:43 15 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1230
    Nos siga no

    A Marinha dos EUA publicou mais fragmentos do vídeo mostrando o intercepção de um avião de reconhecimento EP-3 estadunidense por um caça russo Su-27, que teve lugar em 29 de janeiro de 2018.

    "As gravações mostram as manobras do caça Su-27 russo ao redor do EP-3 da Força Aérea dos EUA, a pouca distância e em várias posições", explica um comunicado.

    Afirma-se que o avião russo fez uma virada brusca da direita para a esquerda do lado direito da aeronave norte-americana, sendo a velocidade caracterizada como "excessiva". O Su-27 se aproximou do avião da Marinha dos EUA a uma distância de cerca de 1,5 metro. Em seguida, o caça atravessou a trajetória seguida pelo EP-3 estadunidense fazendo com que a tripulação norte-americana sentisse uma forte turbulência.

    A Marinha dos Estados Unidos classificou a manobra do avião russo como "insegura", sublinhando que tais ações causam risco de "consequências catastróficas".

    O incidente aéreo ocorreu na segunda-feira (29) sobre o mar Negro, perto das fronteiras russas.

    Comentando o incidente, a representante do Departamento de Estado norte-americano, Heather Nauert, acusou a parte russa de ter ignorado as regras internacionais e violado gravemente o Acordo de 1972 de Prevenção de Incidentes Sobre o Alto Mar (INCSEA em inglês).

    O Ministério da Defesa da Rússia, por sua vez, descartou as afirmações dos EUA sobre a intercepção "insegura", explicando que o caça russo acompanhou o avião de reconhecimento estadunidense conforme todas as normas de segurança, não permitindo a violação do espaço aéreo do país.

    Mais:

    Confira VÍDEO da intercepção do avião de espionagem dos EUA pelo caça russo
    Por que motivo Su-27 escoltou avião de reconhecimento dos EUA?
    Tags:
    Rússia, EUA, mar Negro, Su-27, EP-3, intercepção, incidente aéreo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar