05:49 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ametralladora soviética de 7,62 mm RP-46 (archivo)

    Militares sírios abatem terroristas com metralhadoras soviéticas RP-46 (FOTO)

    CC0 / CPL D.A. HAYNES
    Defesa
    URL curta
    3140

    Os militares do exército sírio usam não só armas modernas nos combates contra os terroristas. Recentemente, durante a operação militar nas Colinas de Golã, foi utilizada uma metralhadora soviética de 7,62mm, produzida em 1946, informou o jornal Rossiyskaya Gazeta.

    Segundo o jornal, nos armazéns do exército sírio podem ser encontradas antigas metralhadoras RP-46 soviéticas, que os militares usam na luta contra os jihadistas.

    ​O especialista militar Yuri Liamin indica que o exército sírio também recorreu a metralhadoras norte-coreanas tipo 73, arma que aparece pouco fora da Coreia do Norte.

    "Parece que vieram dos armazéns do Irã, onde estavam guardadas desde a guerra com o Iraque de Saddam Hussein [presidente do Iraque de 1979 a 2003]", acrescentou.

    Além disso, o analista sublinhou que, durante a guerra na Síria, ambas as partes do conflito usam armas bastante raras ou antigas. De acordo com o analista, alguns armamentos que acabam nas mãos dos terroristas provêm do mercado negro dos países vizinhos: Líbano e Iraque.

    Além disso, em agosto de 2012, os terroristas roubaram um armazém do exército sírio, onde havia cinco mil antigas metralhadoras alemãs Sturmgewehr 44. Além disso, os jihadistas usam fuzis franceses MAS-36 e tchecos Vz.52.

    A Síria vive desde março de 2011 um conflito armado em que as tropas governamentais enfrentam grupos armados da oposição e de organizações terroristas como o Daesh e a Frente al-Nusra (ambas proibidas na Rússia).

    Mais:

    EUA aprovam venda de armas letais à Ucrânia pela primeira vez
    Que armas o Irã utilizaria na guerra contra os EUA?
    Tags:
    metralhadora, armas, Daesh, URSS, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar