10:36 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Sistema de defesa antiaérea portátil Igla é disparado a partir de um veículo blindado Tigr no âmbito dos exercícios táticos Rubezh 2016

    Ameaça mortal portátil: do que é capaz o novo sistema de mísseis russos

    © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy
    Defesa
    URL curta
    10410

    Um cano de 1,5 metros de cor caqui parece ser à primeira vista um dispositivo simples. No entanto, ele contém em si uma ameaça mortal para os pilotos dos aviões e helicópteros que atuam a alturas de menos de 4,5 mil metros.

    Quase não se pode escapar a um míssil lançado do sistema portátil russo mais recente 9K333 Verba. Ele não reage a contramedidas térmicas outras ciladas e tem apenas um objetivo: encontrar o alvo e eliminá-lo. A Sputnik revela as capacidades desta nova arma potente.

    Sistema de defesa antiaérea de bolso

    Os primeiros sistemas de defesa antiaérea transportáveis surgiram nos anos de 1960 e logo viraram o inimigo número um para os pilotos que aprenderam a voar em baixa altitude se escondendo dos mísseis de longo alcance. O "homem com o tubo" vestido de camuflado é quase invisível para os pilotos. Um tiro preciso desta arma pode "fazer aterrissar" aeronaves, até mesmo as bem grandes.

    Os construtores soviéticos conseguiram um êxito especial com a criação desta arma, muito moderna para aquela época. Foi ordenado para que em prazos bastante curtos eles criassem um sistema compacto e barato ao máximo para tropas terrestres: o sistema tinha que ser capaz de atingir todos os tipos de objetivos aéreos em altitudes de até 1,5 km e a distâncias de até 3 km. A exigência principal era que o sistema fosse usado por uma só pessoa a partir de uma posição despreparada.

    Assim nasceu o primeiro sistema de defesa antiaérea portátil 9K32 Strela-2, que revolucionou a produção de armas antiaéreas. O Strela-2 entrou no serviço das Forças Armadas soviéticas em 1967 e os primeiros que sentiram todo o poder destes mísseis foram os pilotos israelenses durante o conflito árabe-israelense. O primeiro ataque aéreo resultou na derrubada de 30% dos aviões.

    Do Strela ao Verba

    O Strela-2 foi modificado e depois substituído pelo sistema Igla que, por sua vez, será sucedido pelo Verba.

    Sistema de defesa antiaérea Strela 10
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Sistema de defesa antiaérea Strela 10

    O sistema Verba é muito preciso e sabe separar os aviões "amigos" dos "inimigos" e atacá-los sem falhar e sem reagir às contramedidas e outras interferências. Com apenas um sistema deste tipo é possível abater diferentes tipos de aparelhos voadores, começando com helicópteros e aviões de assalto e terminando nos mísseis de cruzeiro.

    Lançamento do míssil renovado A-135 do sistema de defesa antiaérea, no polígono cazaque de Sary-Shagan
    © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia
    Um míssil lançado com o Verba pode atingir alvos a altitudes de até 4,5 km e a distâncias de até 6,5 km. Na prática, estas caraterísticas cobrem completamente a faixa de atuação da aviação tática: aviões de assalto, bombardeiros táticos e helicópteros.

    O sistema de guiamento automatizado leva em consideração a velocidade e direção do objetivo e os distribui entre os artilheiros antiaéreos segundo sua localização determinada pelos satélites GLONASS.

    Uma ogiva escrupulosa

    Os mísseis do Verba contam com uma ogiva de três feixes autoguiada que "vê" os objetivos nas faixas ultravioleta e infravermelhas próxima e média.

    Tal como as outras armas deste tipo, o Verba pode ser usado não apenas como arma "de ombro", mas também como arma auxiliar em navios e helicópteros. O que distingue o novo sistema russo dos outros é o pouco tempo que demora desde o momento de detecção do alvo até ao disparo: apenas alguns segundos.

    O Verba já está sendo entregue aos militares russos, que consideram que os novos sistemas garantirão uma cobertura segura dos destacamentos militares para protegê-los da aviação e dos ataques em massa de mísseis de cruzeiro.

    Sistema de defesa aérea portátil Verba
    © Sputnik / Ilia Bogachev
    Sistema de defesa aérea portátil Verba

    Mais:

    Navios russos ganham 'couraça' de defesa antiaérea que não tem análogos no mundo
    Rússia revela sua nova arma antiaérea autopropulsada Samum (VÍDEO)
    Rússia realiza testes de sistemas de mísseis Tor-M1 e Igla
    Tags:
    militares russos, mísseis, defesa aérea, Strela, Igla, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar