02:32 20 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Apresentação do avião KC-390, da Embraer, no Brasil (arquivo)

    Força Aérea Portuguesa deve receber aviões KC-390 da Embraer até final de 2021

    © Foto: Tereza Sobreira/ Ministério da Defesa do Brasil via Wikimedia
    Defesa
    URL curta
    1133

    A Embraer e o governo de Portugal iniciaram nesta segunda-feira as negociações para o fornecimento de pelo menos cinco aviões KC-390 à Força Aérea Portuguesa (FAP). A expectativa é a de que as primeiras aeronaves possam entrar em serviço dentro de quatro anos.

    Em cerimônia realizada no Ministério da Defesa Nacional, em Lisboa, representantes do governo português e da empresa brasileira, segundo a mídia local, definiram que, até 26 de outubro, as autoridades portuguesas deverão apresentar um relatório detalhado sobre os "aspetos relevantes e necessários à introdução" do KC-390 na FAP. Ao menos três aeronaves devem começar a operar em fase de adaptação até o final de 2021.

    Utilizado para transporte tático/logístico e reabastecimento em voo, o avião brasileiro deverá substituir os C-130 que são usados atualmente pelos militares de Portugal. 

    "Naturalmente, um avião tão inovativo quanto o KC-390 está destinado a deixar sua marca."

    Em declarações à imprensa portuguesa, o ministro da Defesa de Portugal, Azeredo Lopes, disse que o projeto, se for levado adiante, representará um investimento muito significativo, porém necessário, para a FAP. Sem revelar os valores estimados, ele destacou que, por outro lado, a compra dessas aeronaves poderá refletir no aumento do orçamento em Defesa, exigência que vem sendo feita pelos Estados Unidos no âmbito da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). 

    Mais:

    Militares espanhóis estiveram em Portugal, mas Lisboa nem sabia
    Embaixada dos EUA comenta as 'falsas notícias' sobre nível terrorista elevado em Portugal
    KC-390: Negócio de US$ 500 milhões dá a Portugal um avião versátil, diz especialista
    Tags:
    KC-390, C-130, OTAN, FAP, Embraer, Lisboa, Portugal, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik