06:41 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2170
    Nos siga no

    O Ministério da Defesa da Armênia anunciou que o seu país chegou a um acordo para receber uma ajuda militar no valor de 1,5 milhão de dólares por parte de Pequim. A parceria foi firmada durante um encontro entre o ministro armênio Vigen Sargsyan e o seu homólogo chinês Chang Wanquan nesta segunda-feira.

    "Sargsyan agradeceu à parte chinesa pela alocação da assistência militar não reembolsável por vários anos. De acordo com o ministro da Defesa armênio, esse é um dos sinais das relações de amizade armênio-chinesas. Depois do encontro, um novo acordo para a alocação de ajuda no valor de 10 milhões de yuans [US$ 1,5 milhão] foi assinado]", diz o comunicado publicado pela Defesa da Armênia

    Ainda de acordo com a nota, Sargsyan e Wanquan abordaram nesse encontro uma série de questões da segurança internacional, destacando o crescimento da participação chinesa nos desafios globais contemporâneos. 

    "A Armênia atribui grande importância a esses esforços e expressa vontade de apoiá-los", disse o ministro armênio, explicando que, embora o seu país não seja muito grande, também vem contribuindo de maneira significativa para a manutenção da paz.

    Mais:

    Armênia retoma ataques e deixa vítimas em Nagorno-Karabakh
    Armênia abre as portas para delegação militar americana
    China doa US$ 7,35 milhões em armas para Filipinas combater Daesh
    Maduro diz que Venezuela vai comprar armas da Rússia e da China
    Tags:
    segurança, armas, defesa, Chang Wanquan, Vigen Sargsyan, China, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar