06:25 16 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2928
    Nos siga no

    Os EUA e Austrália realizaram com êxito o teste de um novo míssil hipersônico capaz de atingir a velocidade de 12.000 km por hora, escreve o jornal The Independant.

    A ministra da Defesa australiana, Marise Payne, confirmou que o lançamento foi realizado em 12 de julho no polígono de Woomera no sul do país, informa o jornal.

    O desenvolvimento e construção do míssil são realizados pela Força Aérea dos EUA, Ministério da Defesa da Austrália, empresas Boeing e BAE Systems e pela Universidade de Queensland.

    Destaca-se que o custo total do projeto é de US$ 54 milhões (R$ 171,6 milhões).

    Ao mesmo tempo, a Rússia e China também estão desenvolvendo armas hipersônicas. Anteriormente, o diretor-geral da corporação russa Takticheskoe Raketnoe Vooruzhenie (Corporação de Mísseis Táticos), Boris Obnosov, tinha declarado que a Rússia poderá criar mísseis hipersônicos em 2020. Entretanto, sua produção em massa para as Forças Armadas do país está marcada para 2030-2040.

    Mais:

    Mídia: EUA equiparão submarinos da Austrália
    China está preocupada com bombardeiros estratégicos dos EUA na Austrália
    Mídia: Austrália se preocupa com inferioridade do F-35 perante caça russo T-50
    EUA fecham venda bilionária de caças F-18 para a Austrália
    Tags:
    EUA, Austrália, China, Rússia, Marise Payne, Força Aérea dos EUA, Ministério da Defesa, Boeing, Universidade de Queensland, BAE Systems, míssil hipersônico, testes de mísseis, custo, projeto, cooperação bilateral, lançamento
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar