01:11 10 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    213
    Nos siga no

    As autoridades da Austrália estão analisando com toda a seriedade a ameaça proveniente da Coreia do Norte, declarou o premiê do país, Malcolm Ternbull, em entrevista para a rádio 3AW.

    "O governo da Austrália, tal como os outros países da região, encara a ameaça da Coreia do Norte com toda a seriedade”, destacou Ternbull.

    Sobre a possibilidade de poder ser desencadeada uma guerra nuclear, o premiê respondeu aos jornalistas que "as autoridades da Coreia do Norte têm armas nucleares e ameaçam regularmente usá-las; se elas levarem tal ameaça à prática isso significará um ataque nuclear".  

    Anteriormente a Coreia do Norte ameaçou a Austrália com um ataque nuclear caso as autoridades australianas continuem a seguir a linha política de Washington em relação a Pyongyang.

    A situação na península coreana se agravou de novo no início do ano passado quando Pyongyang realizou testes nucleares e depois lançou o míssil balístico com um satélite.  Em setembro de 2016, a Coreia do Norte realizou mais um teste nuclear. Além disso, durante o ano foram realizadas a cerca de 20 testes de mísseis.

    No dia 6 de março de 2017 a Coreia do Norte lançou quatro mísseis balísticos, que caíram na zona exclusiva econômica do Japão. No dia seguinte, o comando do contingente americano na Coreia do Sul informou que iria instalar o complexo antiaéreo THAAD o território deste país, ignorando as reclamações da Rússia e da China.

    A situação ao redor da Coreia do Norte se agravou ainda mais com a chegada de uma força naval norte-americana liderada pelo porta-aviões Carl Vinson às costas da península coreana. Logo após o ataque de mísseis de cruzeiro americanos contra a Síria, as mídias começaram a escrever que o mesmo poderia acontecer com a Coreia do Norte.

    Mais:

    Austrália é a nova vítima de uma ameaça nuclear da Coreia do Norte
    Austrália responde às ameaças da Coreia do Norte
    Tags:
    ameaça nuclear, porta-aviões, Malcolm Turnbull, Península Coreana, Austrália, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar