23:17 22 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4130
    Nos siga no

    A Sérvia, apoiada por Moscou, irá modernizar sua Força Aérea, mas conta não só com os caças russos MiG, mas também com seu potencial próprio acumulado ainda nos tempos da "grande" Iugoslávia.

    A Sérvia espera que a Rússia lhe entregue seis caças MiG-29, que o país receberá em condições bastante vantajosas — pagando apenas a modernização e gastando 185 milhões de euros. A data exata da entrega será conhecida após a assinatura do documento correspondente pelo presidente russo, Vladimir Putin.

    Ao mesmo tempo, a Sérvia não se esquece de modernização da sua própria aviação — principalmente de aviões Galeb (Gaivota) e caças-bombardeiros J-22 Orao (Águia), que são conhecidos por serem os primeiros da aviação iugoslava a superarem a barreira do som.

    "Precisamos modernizar o Orao para prestar apoio a destacamentos terrestres e usá-los na qualidade de meio de combate à distância. Tendo em conta que do ponto de vista técnico o processo de modernização do Galeb quase não se distingue da modernização do Orao, é provável que comecemos pelos caças-bombardeiros", declarou à Sputnik Sérvia o chefe do Departamento de Tecnologias de Defesa do Ministério da Defesa sérvio, tenente-general Bojan Zrnic.

    "Por enquanto estou falando por mim próprio, esperamos receber em breve a decisão final, mas me parece, com uma probabilidade de 99 por cento, que tudo será assim. A modernização do Orao inclui o desenvolvimento de novos tipos de armamento aéreo segundo o princípio de standoff (disparo contra alvos de fora da zona de ação de sistemas de defesa antiaérea)."

    O tenente-general Bojan Zrnic nota que esses caças eram principalmente produzidos nos anos 80 do século passado, sua produção foi parada em 1992, mas vale a pena não os esquecer.

    Segundo disse Zrnic, "os especialistas já chegaram à conclusão que o prazo de funcionamento pode ser prolongado até 40 anos, ou, talvez por mais oito anos, então o Orao irá funcionar 48 anos".

    Após a dissolução da união com o Montenegro, a Sérvia herdou, além de mais, 31 aviões J-22 Orao, ou Águia. Ainda não se sabe quantos deles serão reparados, o que depende das somas destinadas à modernização.

    Segundo estima o tenente-general Bojan Zrnic, a modernização de cada aeronave custará de um a oito milhões de euros.

    Um modelo demonstrativo da versão modernizada do caça-bombardeiro J-22 Orao, equipado com bombas guiadas por laser, mísseis modernos de tipo ar-terra e ar-ar e novo equipamento de reconhecimento, foi apresentado no aeródromo sérvio de Batajnica em abril de 2016.

    Mais:

    Opinião: cooperação com Rússia protegerá Sérvia do 'Exército do Kosovo'
    Presidente do Kosovo desafia a Sérvia e pede criação de exército regular
    Sérvia apresenta novo míssil com potência suficiente para reduzir cidades a cinzas (VÍDEO)
    Sérvia recebe proposta para impor sanções contra Rússia em troca de adesão à UE
    Criação de exército do Kosovo ameaça toda a Sérvia
    Tags:
    radares, caças russos, equipamento militar, caças, modernização, entrega, mísseis, MiG-29, Ministério da Defesa, Vladimir Putin, Iugoslávia, Montenegro, Sérvia, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar