14:13 18 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    26309
    Nos siga no

    O chefe da empresa estatal Rostec Sergei Chemezov disse que a Turquia manifestou interesse em sistemas de defesa antimísseis russos S-400.

    "A Turquia está interessada em S-400, as conversações estão em processo, surgiu a questão do financiamento", disse Chemezov na exposição internacional de armas e equipamento militar IDEX 2017.

    O major-general turco aposentado Nejat Eslen comentou em uma entrevista à Sputnik Turquia a possível compra de sistemas de mísseis russos pela parte turca. Como ele observou, a ausência de sistemas de defesa antiaérea turcos cria sérios problemas para a sua segurança. Falando sobre das capacidades dos mísseis balísticos que possuem os países vizinhos, Eslen salientou que para a Turquia é obrigatório possuir sistemas de defesa antiaérea.

    "A Turquia não tem um sistema de defesa antiaérea com a detecção de alvos a grande e média altitude. Este é um problema grave para a segurança da Turquia, porque se olhar para os países vizinhos na região, há aqueles quem tenha mísseis balísticos. Entretanto, eles também têm sistemas de defesa antiaérea. Além disso, na região há o sistema de defesa antiaérea de Israel. Por sua vez, no território turco de Kurecik há um sistema de radar que faz parte do sistema de defesa antiaérea dos EUA. Isto nos prova que a Turquia está numa região problemática em termos de segurança e que certamente deve ter seu próprio sistema de defesa antiaérea."

    No ano passado, por iniciativa dos EUA e da OTAN, Ancara foi forçada a cancelar, imediatamente antes da cimeira dos líderes do G20, os resultados do concurso para um sistema de mísseis de longo alcance que ela planejava comprar à China. Como observa Eslen, essa pressão pode ser exercida em relação aos sistemas de defesa antiaérea que o lado turco planeja comprar à Rússia.

    "Anteriormente, nós estabelecemos relações com a China sobre esta questão. A oferta praticamente teve que ser dada à China, mas depois recusamos. Na minha opinião, esta situação, do ponto de vista da segurança turca, criou sérios problemas com a China. E agora podemos novamente ficar cara a cara com a pressão do Ocidente. Eles podem nos dizer assim: ‘Vocês são membros da OTAN, o vosso sistema de defesa antiaéreo deve ser integrado na OTAN. Sendo importado da Rússia, o sistema de defesa antiaérea não pode permitir essa integração', eles podem usar isso como desculpa", disse o analista.

    Falando sobre a importância para a Turquia de ter um sistema de defesa antiaérea independente, Eslen disse que é necessário avaliar o sistema que irá proteger o território da Turquia dentro da OTAN. Além disso, Eslen salientou a importância da transferência de tecnologia e recordou que a Grécia compra sistemas de defesa antiaérea à OTAN, mas também à Rússia.

    Referindo que o raio de alcance do sistema Patriot é pequeno, Eslen disse que os mísseis S-400 são os melhores sistemas de defesa antiaérea de hoje.

    "Sabemos que os mísseis S-400 são os mais modernos e eficientes. Seja qual for o sistema, é impossível garantir 100 por cento de segurança. Em locais onde a situação é crítica, ela pode ser alcançada através da instalação do sistema de defesa antiaérea. Sabemos como são inúteis os sistemas Patriot temporariamente colocados na Turquia. O território que eles podem proteger é extremamente limitado. O sistema de defesa antiaérea S-400 é um dos melhores dos sistemas hoje existentes", disse o especialista.

    "Temos boas relações com a Rússia, e isso não se aplica apenas à questão dos sistemas de defesa antiaérea, mas também a uma série de questões relativas à agenda política. Hoje, como no Oriente Médio há uma tentativa para restaurar o equilíbrio de forças, as relações turco-russas, turco-americanas e russo-americanas têm uma influência muito forte umas sobre as outras. O equilíbrio destas interações deve ser muito bem afinado. Se o equilíbrio não for atingido, teremos que pagar um preço muito alto", concluiu.

    Mais:

    Rússia anuncia prazos do entrega dos complexos S-400 para Índia
    Mudança de jogo: China protegerá seus céus com sistemas russos S-400 em breve
    Por que sistemas de defesa antiaérea russos S-400 são tão populares no mundo?
    Tags:
    defesa antimísseis, mísseis antiaéreos, sistema antimísseis, especialista, relações, Patriot, S-400, Rostec, OTAN, Sputnik, Turquia, Ocidente, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar