13:40 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Veículo com tração em esteira.

    Rússia testará plataforma robô multitarefas ainda em 2015

    © AP Photo/ Vadim Savitsky / Ministério da Defesa da Rússia
    Defesa
    URL curta
    Defesa da Rússia (214)
    41593200

    Até o final deste ano a Rússia estará testando a moderníssima plataforma robótica multitarefas URP-01G. O novo engenho de tração é capaz de ser utilizado em ambientes hostis, como um campo de batalha, uma área com radiação nuclear ou um terreno minado.

    O sistema controlado remotamente está sendo desenvolvido pela Systemprom Concern e pesará até sete toneladas, variando de acordo com o tipo de armadura e os equipamentos utilizados na missão. O veículo robô mede aproximadamente 3,5m x 2 m e levará até duas toneladas de hardwares a uma velocidade máxima de 40km/h. Mesmo caindo de uma altura de dois metros, se mantém operacional.

    O desenvolvedor do URP-10G garante que a plataforma pode ser utilizada em situações de alto risco para vida humana, como observação de missões de ataque, operações de contraterrorismo, combate a incêndios, varredura pós-acidente em usinas nucleares, reconhecimento de perigo químico ou biológico, proteção de patrulhamento e operações de resgate.

    “Criamos diversos sistemas, um deles é um complexo robótico universal capaz de transportar diversos tipos de equipamentos de trabalho. Nós podemos transformar esta máquina em praticamente qualquer coisa. A bordo do complexo haverá uma grande variedade de subsistemas para manter seu fornecimento elétrico”, afirmou o diretor do departamento de Ciência e Tecnologia da Systemprom, Aleksey Simulin.

    A plataforma robótica URP-01G pode ser transformada em uma unidade de guerra radioeletrônica ou em um repetidor de comunicação, o que significa que é capaz de acomodar um sistema de alimentação de alta capacidade. O desenvolvedor destaca que o robô pode ser operado a 10 quilômetros de seu centro de controle, mas existem planos para transformá-lo em autônomo, com capacidades de inteligência artificial.

    “A máquina é projetada de tal forma que pode ser carregada em um caminhão militar ou lançado do ar”, disse Simulin, acrescentando que a empresa está desenvolvendo a plataforma e planeja começar os testes de fábrica até o final deste ano.

    Russian rescue team
    © Sputnik/ Максим Богодвид
    Outra característica única do URP-01G é o seu sistema de controle desenvolvido especificamente para a plataforma. Funciona sem um “sistema operacional clássico”, como Windows ou Linux, e o carregamento se dá em meros 1,5 segundos. Simulin ainda informou que todos os componentes eletrônicos de controle da plataforma são produzidos na Rússia, acrescentando que o novo know-how é suscetível de ser utilizado em outras plataformas robóticas russas.

    Para o exército russo, a Systemprom está desenvolvendo duas variantes da URP-01G, uma para campo de batalha, dotada de uma pesada máquina de tiro e de lançadores de granadas, e uma versão de exploração equipada com um pequeno instrumento de reconhecimento.

    Ao longo dos últimos dois anos, a Rússia apresentou alguns sistemas robóticos de tração por esteira com armas antitanque e lança-foguetes. Alguns deles, como a Plataforma-M e a Uran, já estão sendo testadas. Ainda não há nenhuma informação oficial sobre o número de unidades adquiridas pelo Ministério da Defesa.


    Tema:
    Defesa da Rússia (214)
    Tags:
    inteligência artificial, multitarefas, campo minado, acidente nuclear, controle remoto, tanque, blindado, robô, Plataforma-M, Uran, Platform-M, URP-01G, Systemprom, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik