11:17 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Mostra 'A Crônica Social dos Mortos-Vivos' em homenagem a George A Romero, no CCBB

    Zumbis invadem Rio, São Paulo e Brasília, em homenagem ao pai do gênero cinematográfico

    Divulgação
    Cultura
    URL curta
    112

    Os adoradores de séries como 'The Walking Dead' e filmes que retratam zumbis, não podem perder a mostra 'A Crônica Social dos Mortos Vivos', em homenagem ao cineasta americano, George Andrew Romero, que até 6 de junho acontece no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio e de São Paulo, e até o dia 20 de Junho no CCBB de Brasília.

    Considerado o pai dos zumbis, George foi o diretor responsável por um dos filmes americanos de terror mais aclamados de todos os tempos, ' A Noite dos Mortos-Vivos', de 1968. Também é destaque em sua filmografia o filme 'O Despertar dos Mortos”, de 1978. Sua obra ainda inspirou filmes como “ Resident Evil”, um dos maiores games da indústria. Em seguida, o próprio George Romero virou personagem de outro grande game, o “Call of Duty”.

    A mostra faz uma retrospectiva da obra do cineasta, com direito a remakes e quatro documentários que abordam o sucesso de sua carreira focada no fenômeno dos zumbis.

    Através do seu trabalho, Romero renovou a fotografia, além de criar um novo padrão estético para o cinema, recriando os zumbis como personagens, inspirando a onda que invadiu a cultura pop nos anos 2000.

    Além da projeção de seus filmes, a mostra conta ainda com debates abordando diversos aspectos do trabalho do cineasta, como a crítica social presente em suas produções, onde se destacam fortes personagens femininos e protagonistas negros. Seus filmes ainda retratam a sociedade dos anos 60, o consumismo, a ciência, interesses militares, conflitos de classes e terrorismo.

    No Rio a mostra  'A Crônica Social dos Mortos Vivos' acontece de quarta a segunda, das 9h, às 21h. O ingresso custa R$ 10, com meia entrada a R$ 5.

     

    Tags:
    zumbis, Cinema, Brasil, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik