05:58 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    BRICS em 2016 (30)
    181
    Nos siga no

    Dentro de um mês - em 17 de março - a cidade sul-africana de Johanesburgo estreará o prêmio Leão Rápido. Será o primeiro evento oficial patrocinado pela 'academia de cinema dos BRICS".

    A iniciativa vem do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, e foi anunciada pelo mesmo na cúpula dos BRICS em Ufá, em julho do ano passado. Em finais de novembro, o diretor do Fundo Nacional dos Arquivos Cinematográficos elogiava o projeto. Agora, a Sputnik falou com o primeiro vice-presidente da União dos Cineastas da Rússia, Oleg Ivanov, que comentou as perspectivas do cinema que fica menos visível no cartaz, na sombra do Oscar.

    "Nós estamos interessados na promoção dos nossos filmes [os russos] no exterior, especialmente em países com um ritmo de desenvolvimento enorme, como a China, a Índia, o Brasil e a África do Sul — onde o cinema está também em ascensão", compartilhou assim as aspirações.

    Já sobre os planos, Ivanov disse o seguinte:

    "Os contatos na área do cinema no âmbito dos BRICS permitirão aos espectadores assistir filmes cuja qualidade, não poucas vezes, não é menos dos de Hollywood. Estamos planejando também produções conjuntas de produtos visuais para adultos e crianças".

    Para o vice-presidente da União dos Cineastas, instituição russa que reune os profissionais desta área, o prêmio dos BRICS pode ser um trampolim para filmes que não chegam a ser nomeados para o Oscar — que só tem, aliás, uma categoria para "Melhor filme estrangeiro".

    O primeiro festival organizado por esta "academia de cinema alternativa" terá filmes dos países-membros do grupo BRICS, união informal do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Haverá cinco filmes russos, dois sul-africanos, um brasileiro, um indiano e um chinês.

    Aliás, o filme que representará o Brasil será "Trinta" — que o público moscovita já teve a oportunidade de assistir, no Festival de cinema brasileiro em Moscou, em outubro do ano passado.

    Tema:
    BRICS em 2016 (30)

    Mais:

    'Não há razão para o Brasil alterar sua lealdade aos BRICS'
    Vice-presidente do NBD: ‘Sustentabilidade é o foco do Banco dos BRICS’
    Economista russo desmente rumores sobre ‘morte’ do BRICS
    Incêndio atinge Cinemateca Brasileira e queima mil rolos de filme
    Filme sobre Putin tem quatro atores disputando o papel principal
    BRICS: 'Não queremos uma revolução'
    Semana de Filmes Russos: desafios da montagem com cenas de guerra no filme “Número 1”
    Filme brasileiro lota sala em cinema de Moscou
    Críticos escolhem 'Francofonia' como melhor filme do Festival de Veneza
    Tags:
    Cinema, BRICS, Rússia, África do Sul, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar