20:03 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 90
    Nos siga no

    Uma equipe de 25 pesquisadores revelou um grande número de objetos de cerâmica em um dos assentamentos mais antigos da Anatólia (Turquia), cuja história remonta a 7.000 a.C.

    Uma grande quantidade de recipientes de cerâmica e fósseis de comida, datados de aproximadamente 4.500 anos, foi encontrada na mamoa (pequeno monte artificial) de Yumuktepe, no sul da Turquia, na atual cidade de Mersin, segundo a agência de notícias Anadolu.

    ​Jarros de 4.500 anos da Idade do Bronze são descobertos no sul da Turquia: uma equipe de 25 pesquisadores revelou traços de civilização em um assentamento turco, datado de 7.000 anos a.C.

    Isabella Caneva, líder da equipe arqueológica e professora na Universidade de Lecce, na Itália, acredita que os objetos encontrados pertençam à Idade do Bronze.

    "Há muitas cerâmicas no interior do prédio. Estas tigelas são todas iguais, produzidas em massa", afirmou a doutora.

    "Havia aproximadamente 700 tigelas neste prédio. Este é um grande local para uma família ou restaurante. Acreditamos que tenha sido um local onde eram realizadas refeições públicas ou cerimoniais ou onde era distribuída comida às pessoas", declarou Caneva.

    Caneva ressalta que as escavações anuais em Yumuktepe revelam importantes informações sobre a civilização na região, e que o assentamento tem traços do Neolítico, Idade do Cobre, Idade do Bronze e Era Bizantina.

    Mais:

    Arqueólogo descobre buquês de flores milenares em base de templo em antiga cidade do México (FOTO)
    Arqueólogos descobrem detalhes do cerco da cidade natal de Golias (FOTOS)
    Arqueólogos afirmam ter descoberto verdadeiro Cavalo de Troia na Turquia
    Tags:
    arqueologia, arqueólogo, arqueólogos, Turquia, objeto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar