07:31 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1171
    Nos siga no

    Nesta sexta-feira (10), NASA anunciou que as primeiras amostras de rochas coletadas pelo rover Perseverance em Marte "revelam um ambiente sustentável, potencialmente habitável".

    No dia 6 de setembro, o rover conseguiu o seu objetivo de extrair sua primeira amostra, que recebeu o nome de Montdenier, de uma rocha denominada Rochette. Dois dias depois, o Perseverance retirou a segunda amostra, Montagnac, da mesma rocha.

    "Parece que nossas primeiras rochas revelam um ambiente sustentável, potencialmente habitável", disse Ken Farley do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) e cientista do projeto da missão. "É importante que lá tenha havido água durante muito tempo".

    A Rochette é de composição basáltica e seria produto de fluxos de lava. Além disso, nas amostras foram descobertos sais que podem conter "minúsculas bolhas de água marciana antiga".

    Processei e armazenei com sucesso minha segunda amostra de Marte, elevando assim para dois o total de núcleos de rocha marcianos em uma semana

    Se forem encontradas na amostra, as bolhas de água podem servir como microscópicas cápsulas do tempo, oferecendo pistas sobre o antigo clima e a habitabilidade de Marte. Estes sais também são bem conhecidos na Terra por sua capacidade de preservar sinais de vida antiga, escreve o portal da NASA.

    A missão do rover é procurar evidências de vida microbiana, recolher rochas a serem enviadas à Terra e explorar a geologia e o clima do Planeta Vermelho, a fim de ajudar a trilhar o caminho para missões humanas.

    Mais:

    Fenômeno 'inesperado' que acelera a perda de água em Marte é revelado
    Mistério de asteroide com cauda similar à de um cometa é desvendado
    China constrói mini-helicóptero para missões em Marte (FOTO)
    Tags:
    Marte, missão espacial, NASA, Terra, sonda espacial
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar