21:13 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 61
    Nos siga no

    Os confins do Sistema Solar são um lugar muito misterioso e gélido. Para além da órbita de Netuno existe uma área chamada Cinturão de Kuiper, que abriga uma quantidade desconhecida de pequenos corpos celestes.

    Acredita-se que este local esteja mais ou menos inalterado desde o surgimento do Sistema Solar, avança portal Science Alert.

    Por ser tão escuro e distante, os astrônomos têm dificuldades em identificar o que exatamente existe nesta área.

    No entanto, recentemente uma equipe de astrônomos identificou 815 objetos transnetunianos (TNOs, na sigla em inglês) utilizando dados da Dark Energy Survey, ou Pesquisa de Energia Escura, um projeto internacional que, entre 2013 e 2019, buscava mapear objetos astronômicos como galáxias e supernovas, 461 dos quais são recém-descobertos.

    Este aumento significativo se soma a cerca de 3.000 objetos transnetunianos conhecidos na zona exterior do Sistema Solar. As novas informações podem ajudar a modelar melhor como o Sistema Solar se formou, e talvez até na busca do elusivo Planeta 9.

    Planeta Nove hipotético (imagem ilustrativa)
    © flickr.com / Kevin Gill
    Planeta Nove hipotético (imagem ilustrativa)
    "Este catálogo tem 817 objetos confirmados (461 descobertos pela primeira vez nesta pesquisa)", escreveram os cientistas no estudo publicado no portal arXiv.

    Astrônomos acreditam que os TNOs retêm traços da dinâmica dos primórdios do Sistema Solar, já que pouco ou nada interfere em suas órbitas.

    De acordo com modelos atuais, durante aquele tempo os planetas estavam se formando e se movendo, o Sistema Solar teria parecido muito diferente da maneira como ele é hoje.

    Anteriormente, segundo um estudo um hipotético Planeta 9 poderia estar localizado na zona exterior de nosso Sistema Solar.

    Mais:

    Mistério de asteroide com cauda similar à de um cometa é desvendado
    Cientistas quantificam pela 1ª vez componentes de prótons e elétrons de raios cósmicos em supernovas
    Astrônomos detectam 1ª explosão de supernova após colisão estelar
    Tags:
    Sistema Solar, astronomia, corpo celeste, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar