20:32 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1111
    Nos siga no

    De acordo com uma nova hipótese, as misteriosas estatuetas de mulheres com cabelos compridos, usando capacetes e vestidos longos, armadas com espadas e escudos, representavam mulheres reais e não figuras mitológicas.

    Uma oficina de joalheria na Dinamarca, datada do século IX, no alvorecer da Era Viking, deu pistas de como as preciosas figuras eram feitas e o que representavam.

    As mitológicas mulheres guerreiras tinham a missão de eleger os mais heroicos guerreiros mortos em batalha e conduzi-los ao Salão dos Deuses.

    Entretanto, um estudo, publicado pela revista Medieval Archaeology, realizado com base nas novas descobertas em Ribe, na Dinamarca, indica que as figuras encontradas representam mulheres que desempenharam um papel central em festivais ou cerimônias viking.

    De acordo com Sindbæk, estas cerimônias podem ter tido um significado especial para as pessoas da Escandinávia da Era Viking.

    Além disso, o estudo sugere que os papéis de gênero na era Viking na Escandinávia podem ter sido mais complexos do que se imaginava.

    "As mulheres eram realmente proeminentes nestes rituais", disse Sindbaek.

    "Isso não está mostrando um combate para nós, você não poderia ir para a batalha em um vestido de cauda longa [...] As guerreiras eram uma coisa, mas não é isso que as estatuetas estão nos mostrando", afirmou o arqueólogo Soren Michael Sindbaek.

    Mais de sete mil fragmentos foram encontrados na oficina de Ribe. Aparentemente, as figuras eram esculpidas em moldes de argila, onde posteriormente o bronze derretido era derramado. Alguns dos fragmentos foram recriados usando escaneamento e reconstrução 3D.

    "Usando um único modelo, você poderia fazer centenas de cópias", afirmou Sindbaek.

    A Era Viking (793-1066) foi um período de conquistas por parte dos vikings, que estabeleceram assentamentos na Islândia, Irlanda, Ilhas Britânicas e Groenlândia, chegando até a América do Norte, que eles chamaram de Vinland.

    Mais:

    'Viking-xamã' invasor do Capitólio dos EUA agora quer testemunhar contra Trump no Senado
    Encontrada casa de lendária viking que atravessou Atlântico 500 anos antes de Colombo
    Impressionante tesouro viking de mil anos é descoberto na ilha de Man (VÍDEO)
    Tags:
    viking, vikings, arqueologia, arqueólogo, arqueólogos, Dinamarca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar