22:25 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    Recentemente, a NASA testou um sistema de navegação visual projetado para mudar precisamente o posicionamento aéreo entre duas aeronaves durante um voo supersônico.

    Voos de validação devem ser conduzidos para demonstrar o funcionamento silencioso da tecnologia supersônica e estrondos sônicos serão ouvidos no solo, conforme o esperado.

    O Sistema de Navegação Geoespacial de Localização Aérea Integrada (ALIGNS, na sigla em inglês) foi desenvolvido para preparar os voos do avião X-59 com redução acústica.

    "O ALIGNS é um software projetado para criar um ponto virtual na onda de choque produzida no avião-alvo. Os pilotos receberão as direções no visor do ALIGNS para ajudá-los a pilotar o F-15 até um ponto específico no espaço", afirmou o pesquisador principal do ALIGNS, Troy Robillos.

    A aeronave X-59 de tecnologia supersônica silenciosa foi projetada para reduzir o estrondo sônico escutado no solo quando uma aeronave voa a velocidades supersônicas.

    Avião X-59 da NASA, projetado para reduzir o estrondo sônico escutado no solo quando uma aeronave voa a velocidades supersônicas
    © Foto / NASA / Joey Ponthieux
    Avião X-59 da NASA, projetado para reduzir o estrondo sônico escutado no solo quando uma aeronave voa a velocidades supersônicas

    Para demonstrar a nova tecnologia a partir de 2024, a NASA deverá realizar a validação acústica da aeronave, comprovando sua tecnologia silenciosa.

    A equipe da agência espacial norte-americana medirá e visualizará as ondas de choque, que são ondas de pressão produzidas pelas aeronaves à medida que voam mais depressa do que a velocidade do som e são ouvidas como estrondos sônicos. Para conseguir medir as ondas de choque, é necessária uma aeronave para perseguir e seguir o mesmo trajeto do X-59, enquanto ambos voam a uma velocidade supersônica.

    Esta imagem da NASA mostra duas aeronaves T-38, que deveriam voar em formação e a velocidades supersônicas quando estivessem precisamente abaixo de um avião B-200
    © Foto / NASA
    Esta imagem da NASA mostra duas aeronaves T-38, que deveriam voar em formação e a velocidades supersônicas quando estivessem precisamente abaixo de um avião B-200

    Além disso, a NASA usará uma técnica fotográfica capaz de capturar imagens das ondas de choque de aeronaves supersônicas. Estas imagens deverão ser capturadas durante uma perseguição do F-15, que se posicionará precisamente, enquadrando a uma distância intermediária, diretamente ao Sol, o avião X-59.

    O ALIGNS indicará os deslocamentos da aeronave em relação a um ponto na onda de choque do F-18.

    O X-59, um avião da geração X supersônico pilotado de um único assento, possui tecnologia que reduz o volume de "estrondo sônico" para o de um "baque suave", que deverá ser igual, ou inferior, a 75 decibéis, ou algo como "a batida da porta de um carro a seis metros de distância".

    Mais:

    Simulação de asteroide liderada pela NASA termina em desastre inevitável para Terra
    Rochas incomuns são registradas pelo rover Perseverance da NASA em Marte (FOTOS)
    NASA: sonda mais rápida do mundo já construída quebra 2 recordes ao se aproximar do Sol
    Tags:
    NASA, Jatos supersônicos, avião supersônico, supersônico, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, avião militar, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar