15:53 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Em um cemitério da Idade do Ferro no que é hoje a Suécia, dois guerreiros que morreram durante o século VII d.C. foram luxuosamente enterrados em pequenas barcas, deitados sobre almofadas de penas.

    O local de sepultamento em Valsgärde, Suécia, perto da costa sudeste do país, abriga 15 sepulturas em barcos, datadas desde o terceiro século a.C. até o século XII d.C.

    O conteúdo de duas sepulturas chamou a atenção do grupo científico, que publicou os resultados do estudo na revista Journal of Archaelogical Science.

    Os dois guerreiros seriam na época figuras de grande prestígio, já que suas tumbas estavam repletas de capacetes, espadas, facas, bem como ferramentas de caça e cozinha.

    Além disso, o prestígio foi evidenciado pela presença de ossos de cavalos e de uma grande diversidade de pássaros, entre eles, uma coruja decapitada, que poderia estar relacionada a um ritual de sepultamento.

    ​Guerreiros da Idade do Ferro foram enterrados deitados sobre almofadas de penas, junto de uma coruja decapitada.

    No entanto, o que mais chamou a atenção dos especialistas foram almofadas de penas perfeitamente preservadas dentro das embarcações, em cima das quais os mortos repousavam.

    Estas almofadas, que datam de há aproximadamente 1.400 anos, também possuíam um significado especial nos rituais funerários nórdicos. Por exemplo, as penas de corujas e outros pássaros predadores estavam associadas ao prolongamento da luta contra a morte.

    Além disso, as penas de ganso eram consideradas como a melhor ferramenta para a alma se liberar do corpo, explicou a autora do estudo, Birgitta Berglund, à revista Live Science.

    Dado o nível de preservação da plumagem, os exploradores foram capazes de extrair e examinar amostras para identificar a que espécies de aves pertenciam.

    As análises revelaram que, na primeira tumba, as penas de patos e gansos eram as mais comuns, enquanto na segunda, as penas eram de ganso.

    Estas descobertas demonstraram que é possível identificar os grupos de aves, recorrendo apenas a pequenos fragmentos de penas. Isto contribuirá para compreender a interação entre os humanos e a natureza na Idade do Ferro.

    Mais:

    Comércio viking? Metais milenares encontrados na Noruega lançam luz sobre era medieval (FOTOS)
    'Tesouros' da Era Viking são encontrados em ilha britânica (FOTOS)
    Fazenda viking é descoberta em meio à construção urbana na Suécia (FOTOS)
    Tags:
    vikings, viking, Suécia, arqueólogo, arqueologia, descoberta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar