10:26 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    5361
    Nos siga no

    As potências disseram que construirão uma estação de pesquisa lunar, possivelmente na superfície da Lua, marcando o início de uma nova era na cooperação espacial entre os dois países.

    Apesar da iniciativa bilateral, a Administração Espacial Nacional da China disse nesta quarta-feira (10) que a estação de pesquisa na Lua estaria aberta para uso por outros países. A França, inclusive, já estaria sendo convidada a participar.

    O projeto desenvolvido pelas potências Rússia e China pode "fazer sombra" à NASA, além de representar mais um atrito na cooperação de duas décadas entre russos e norte-americanos na exploração espacial.

    A publicação descreve o projeto como uma "base de experiência científica abrangente com a capacidade de operação autônoma de longo prazo". A estação seria construída na superfície lunar, sendo responsável por atividades de pesquisa científica, como exploração e utilização lunar, observação e experimento científico.

    ​Segundo informações da Associated Press, um memorando de entendimento sobre o projeto foi assinado na terça-feira (9) por Zhang Kejian, administrador da Administração Espacial Nacional da China, e pelo diretor-geral da Roscosmos (agência espacial da Rússia), Dmitry Rogozin.

    A Rússia, vanguarda internacional na exploração do Espaço, é participante da Estação Espacial Internacional. Em seu desenvolvimento mais recente, o país testou com sucesso seu foguete espacial Angara A5, de carga pesada, pela segunda vez em dezembro.

    A China, por sua vez, planejou quatro missões tripuladas este ano para trabalhar em sua primeira estação espacial em órbita permanente, cujo módulo central pode ser lançado já no próximo mês. Além disso, o governo chinês monitora a situação da Tianwen-1, na órbita de Marte.

    Primeiro lançamento do foguete do tipo Angara-A5
    Serviço de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia
    Primeiro lançamento do foguete do tipo Angara-A5

    Mais:

    Fobos: lua marciana pode revelar como era Planeta Vermelho no passado
    Rover chinês Yutu 2 descobre 'rocha incomum' no lado oculto da Lua (FOTOS)
    Cientistas analisam amostras de rochas e reconstroem história da formação da Lua
    Tags:
    agência espacial, força espacial, base espacial, nave espacial, Espaço, espaçonave, vida no espaço, Rússia, China, Lua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar