15:29 21 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    150
    Nos siga no

    Um novo estudo realizado com tecnologia de última geração revelou características fascinantes do habitat de alguns dos primeiros dinossauros que viveram no Reino Unido há 200 milhões de anos.

    A pesquisa, conduzida pela Universidade de Bristol, examinou grande quantidade de nova e velha informação, incluindo literatura histórica. Os cientistas descreveram a paisagem ancestral como "paisagem de ilhas calcárias como a área de Everglades na Florida" atingida por tempestades fortes o suficiente para "espalhar seixos, mover fragmentos de marga, quebrar ossos e dentes", segundo descrito no Science Daily.

    As evidências foram cuidadosamente compiladas e digitalizadas, de modo a que pudessem ser utilizadas para gerar, pela primeira vez, um mapa em 3D mostrando a evolução de um ambiente de estilo caribenho, lar de pequenos dinossauros, répteis semelhantes a lagartos e alguns dos primeiros mamíferos.

    "Ninguém tinha coletado toda essa informação antes. Se pensava frequentemente que estes dinossauros e animais parecidos com lagartos viviam no deserto, mas isto nos proporciona a primeira evidência padronizada que sustenta a teoria de que eles viviam lado a lado em ilhas tropicais úmidas", explicou Jack Lovegrove, autor principal do estudo, publicado no Jornal da Sociedade Geológica na sexta-feira (26).
    Modelo em tamanho natural do Thecodontosaurus antiquus, também conhecido como o dinossauro de Bristol, Reino Unido
    Modelo em tamanho natural do Thecodontosaurus antiquus, também conhecido como "o dinossauro de Bristol", Reino Unido

    No final do período Triássico, o Reino Unido se situava perto da linha do Equador, possuindo um clima mediterrânico quente. O nível do mar era muito mais alto do que é hoje. As áreas elevadas das colinas de Mendip e de Gales do Sul emergiam acima da água, formando arquipélagos de 20 a 30 ilhas de rocha calcária que, por sua vez, devido à erosão proveniente da chuva, formaram sistemas de grutas.

    O estudo, conduzido em conjunto com o Instituto de Estudos Geológicos Britânico (British Geological Survey) demonstra o nível de detalhes que pode ser retirado de informação geológica usando ferramentas analíticas modernas. De igual modo, proporciona uma melhor percepção do tipo de ambiente habitado pelo Thecodontosaurus, um pequeno dinossauro do tamanho de um cachorro de tamanho médio com uma cauda longa, também conhecido como o dinossauro Bristol.

    Mais:

    Polícia evacua quase 2.600 propriedades no Reino Unido devido a bomba da 2ª Guerra Mundial
    Impressionante tesouro viking de mil anos é descoberto na ilha de Man (VÍDEO)
    Revelada origem do cometa destruidor dos dinossauros
    Tags:
    ciência, paleontologia, geologia, dinossauro, Bristol, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar