14:13 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 90
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos, que estava trabalhando em uma escavação na cidade de Nimes, no sul da França, descobriu os restos de duas casas romanas de alto padrão.

    As escavações foram realizadas pelo Instituto Nacional de Pesquisa Arqueológica Preventiva (Inrap) no centro da cidade, no bairro do fórum romano de Nemausus, nome da antiga cidade de Nimes.

    A cidade francesa se tornou uma colônia romana, chamada Colonia Nemausus, algum tempo antes do ano 28 a.C., emergindo como o principal centro administrativo do sul da Gália.

    Vista aérea da área onde dois templos romanos foram encontrados, em Nimes
    © Foto / Inrap / Pascal Druelle
    Vista aérea da área onde dois templos romanos foram encontrados, em Nimes

    Na época, a cidade tinha aproximadamente 60.000 habitantes e diversos prédios municipais e de recreação, como templos, circos, ginásio e anfiteatro.

    De acordo com os arqueólogos, as duas casas encontradas eram típicas construções de alto padrão, ocupadas pela elite da sociedade romana.

    Geralmente estas casas possuíam um vestíbulo, que levava até um grande átrio, diversos quartos, sala de jantar, sala de estar ou de estudo e uma cozinha.

    Escavações revelam dois templos romano em Nimes, França
    © Foto / Inrap / Charlotte Gleize
    Escavações revelam dois templos romano em Nimes, França

    Uma das casas tinha o piso decorado com mármore em forma de tabuleiro de xadrez, chamada intársia (incrustação) de pedra, uma técnica de arte onde o material é cortado em pedaços, que são polidos e então montados de acordo com o padrão escolhido.

    Diferentemente dos mosaicos, onde as peças muito pequenas são colocadas uniformemente para formar uma figura, as peças da intársia de pedra são maiores e podem ser conjugadas para definir grandes partes do projeto.

    Local das escavações em Nimes, França
    © Foto / Inrap / Pascal Druelle
    Local das escavações em Nimes, França

    As casas dispunham de salas aquecidas por um hipocausto, quintais contendo vasos de horticultura e um tanque de mármore com um arco semicircular.

    O hipocausto era um sistema de calefação no período romano em que o ar aquecido em uma fornalha circulava sob o pavimento de um edifício e, daí, através de tijolos perfurados colocados no interior das paredes.

    Mais:

    Desenterradas na Bulgária 3 moedas de ouro raras de imperador bizantino do século XI (FOTOS)
    Restos adorados pelos cristãos não pertencem de verdade ao apóstolo Tiago, descobrem especialistas
    Moeda perdida há 2 milênios é encontrada em Israel (FOTOS)
    Tags:
    arqueologia, França, Imperador romano, Império Romano, templos, templo, casa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar