12:41 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    120
    Nos siga no

    Um estudo científico apontou que a vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela Pfizer/BioNTech é eficaz contra as variantes do novo coronavírus encontradas na África do Sul, no Reino Unido e no Brasil.

    O artigo foi publicado na segunda-feira (8) na revista Nature Medicine. A pesquisa colheu amostras de 20 pessoas que foram vacinadas com as duas doses do imunizante. Essas amostras foram expostas às variantes do coronavírus.

    O estudo foi elaborado por cientistas da Pfizer e do setor médico da Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Nos testes, tanto as mutações presentes nas variantes da África do Sul, do Reino Unido e do Brasil foram neutralizadas pelo imunizante.

    Logo da Pfizer em Nova York
    © AFP 2021 / Angela Weiss
    Logo da Pfizer em Nova York

    Os autores concluíram que é necessário monitorar de forma contínua a eficácia das vacinas contra a COVID-19 contra as variantes do novo coronavírus.

    Os genes que foram analisados pelos pesquisadores são exatamente aqueles que estão associados a uma maior capacidade de transmissão e de enfraquecimento da resposta imunológica.

    No fim de janeiro, a Pfizer e a BioNTech anunciaram que desenvolveriam uma dose de reforço de sua vacina contra novas variantes.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Brasil passa de 231 mil mortes por COVID-19 e média de óbitos chega ao 17º dia acima de 1.000
    'Ano infernal': jovem sobrevive a tumor cerebral, 2 meningites, 2 sepses e COVID-19
    África do Sul decide interromper uso de vacina da AstraZeneca contra COVID-19
    Brasil pretende doar 1 milhão de testes de COVID-19 quase vencidos ao Haiti
    Tags:
    imunizante, vacinação, vacina, eficácia, artigo, cientistas, Pfizer, estudo, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar