23:17 20 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    0 261
    Nos siga no

    Cientistas revelaram doença que significativamente aumenta o risco de morte por coronavírus, informou o portal Medical Xpress.

    Uma equipe internacional de especialistas analisou histórico clínico de 568 pacientes infectados pelo SARS-CoV-2 entre fevereiro e julho de 2020 e, adicionalmente, a ficha odontológica dos participantes.

    Revelou-se que um pouco menos de metade dos participantes do estudo, 45%, em particular, tinha doença gengival.

    Após terem levado em consideração principais fatores de complicações de COVID-19, tais como idade, gênero, massa corporal e a presença de hábitos prejudiciais, os pesquisadores descobriram que os pacientes com doença gengival acabam sendo internados em terapia intensiva em uma frequência 3,5 vezes superior, e acabam necessitando de ventiladores pulmonares em uma frequência 4,5 vezes superior.

    Vale destacar que o estudo também demonstrou uma possibilidade nove vezes maior de morrer de COVID-19 quando se tem doença gengival.

    Os pesquisadores notam que os pacientes com coronavírus que sofriam de doença gengival foram observados com marcadores de sangue aumentados demais, indicando, assim, inflamação. Os especialistas consideram que a resposta inflamatória pode explicar a frequência elevada das complicações vista neste grupo de pacientes.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Cientistas encontram vírus parecidos com SARS-CoV-2 em amostras de 10 anos
    Cientistas apontam células que poderiam estar protegendo corpo do SARS-CoV-2
    Especialista russo da OMS vê pouca possibilidade de SARS-CoV-2 ter saído de laboratório em Wuhan
    Tags:
    estudo, gengiva, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar