04:48 29 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)
    0 43
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (26), o Grupo Consultivo Científico para Emergências (SAGE, na sigla em inglês) da Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou que a vacina da Moderna fosse aplicada apenas onde a anafilaxia possa ser tratada.

    "O SAGE recomenda que a vacina seja aplicada apenas onde a anafilaxia possa ser tratada", indica comunicado.

    A OMS recomendou não aplicar a vacina em mulheres grávidas, "a menos que o benefício da vacinação de uma mulher grávida supere os riscos potenciais da vacina", ressalta.

    "O SAGE reconheceu a falta de informações sobre a segurança da vacina em mulheres lactantes, contudo, dado o mecanismo de ação da vacina, considerou pouco provável que haja risco. O SAGE recomenda que uma mulher lactante que faça parte de um grupo recomendado para vacinação, como profissionais da saúde, deve receber a vacinação", afirmou.

    O SAGE também recomenda que a vacina contra COVID-19 seja aplicada em um intervalo de 28 dias entre as duas doses. O intervalo pode ser estendido para 42 dias, "caso seja necessário devido a circunstâncias excepcionais da carga da COVID-19 no país".

    "O SAGE recomenda que a vacinação contra COVID-19 seja administrada independentemente do histórico pessoal de infecção sintomática ou assintomática pelo SARS-CoV-2", segundo especialistas.

    Tema:
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)

    Mais:

    Pfizer e Moderna testarão suas vacinas contra nova cepa do coronavírus
    Agência reguladora dos EUA aprova o uso emergencial da vacina da Moderna contra a COVID-19
    Anthony Fauci e secretário de Saúde dos EUA recebem vacina contra COVID-19 da Moderna
    Tags:
    OMS, COVID-19, novo coronavírus, vacinação, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar