23:05 16 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    Quatro cisternas foram encontradas sob um aterro de sete metros durante escavações na antiga cidade de Metrópolis, ao oeste da Turquia, a cidade conhecida como a "Cidade da Deusa Mãe".

    Estruturas monumentais conectadas umas às outras foram desenterradas em uma descoberta fascinante na antiga cidade de Metrópolis, conforme publicado no Hurriyet Daily.

    Um dos principais motivos pelos quais os metropolitanos construíram essas cisternas, localizadas no centro mais alto da cidade, era o fato das mesmas servirem como uma alternativa aos recursos hídricos da cidade baixa.

    Vista panorâmica dos vestígios da antiga cidade de Metrópolis, conhecida como Cidade da Deusa Mãe
    Vista panorâmica dos vestígios da antiga cidade de Metrópolis, conhecida como "Cidade da Deusa Mãe"

    Rodeadas por fortes muralhas, as cisternas foram vitais para resistência da cidade, pois supririam as necessidades hídricas da população durante um eventual ataque ou cerco à cidade. A estimativa é que as quatro cisternas tenham capacidade para transportar 600 toneladas de água.

    "Estamos entusiasmados em abrir uma nova porta para a vida das pessoas que viviam nesta região há 1.500 anos. As quatro cisternas recém-descobertas comprovam o conhecimento dos mestres da antiguidade metropolitana na área de engenharia hídrica", disse o professor Serdar Aybek, acadêmico do Departamento de Arqueologia da Universidade Manisa Celal Bayar (Turquia) e líder das escavações.

    A história de Metrópolis remonta ao início da Idade Neolítica, Idade Helenística, períodos Romano e Bizantino, e o fato de estarem quase totalmente preservadas, é de grande importância no sentido de revelar importantes informações, achados e artefatos históricos sobre o período. 

    ​Cisternas desenterradas na antiga cidade de Metrópolis

    "Paralelamente, estimamos que as cisternas abasteceram todo o povoamento das encostas inferiores da acrópole e, principalmente, a estrutura do balneário superior. As estruturas, que tinham aproximadamente três andares, são de grande importância em termos de serem os monumentos mais bem preservados da cidade", conta o professor.

    Também foram desenterradas peças arquitetônicas de mármore, encontradas no fundo da cisterna e consideradas pertencentes ao período helenístico anterior à construção das mesmas. Entre essas peças, havia um altar retangular e uma inscrição de homenagem.

    Mais:

    Arqueólogos encontram retrato de 'Mona Lisa' em mosaico na Turquia (FOTO)
    Arqueólogos descobrem raro altar com figura de serpente de cerca de 2.000 anos na Turquia (FOTO)
    Arqueólogos descobrem na Turquia paleta de pintura de 5.000 anos (FOTO)
    Tags:
    Roma, Turquia, arqueologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar