13:37 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    Apesar do nome colorido, o evento astronômico não tem relação com a tonalidade do satélite natural da Terra, mas inspira e encanta os olhos de quem o observa.

    Neste sábado (31), dia em que muitos celebram o Halloween, será possível observar um raro fenômeno cósmico conhecido como Lua Azul. Segundo astrônomos, serão necessários outros 19 anos para que este evento, que se repete a cada dois anos e meio, volte a coincidir com esta data.

    Apesar do nome, o evento astronômico não tem relação com a tonalidade da Lua como é vista da Terra. A denominação Lua Azul (Blue Moon) se usa unicamente para designar uma segunda lua cheia em um mesmo mês. O termo surgiu na década de 1940.

    Neste ano, a primeira lua cheia de outubro ocorreu no dia 1º. O ciclo lunar natural é de 29,5 dias, mas como outubro tem 31 dias, este fim de semana vai contar com uma lua cheia "adicional".

    Lua (imagem em referencial)
    © Foto / Pixabay / LoganArt
    Lua (imagem referencial)

    O céu e seus mistérios sempre foram uma inspiração artística para o homem, e com o fenômeno da Lua Azul não seria diferente. Ela já inspirou livros, filmes e músicas como "Blue Moon", composta em 1934 por Richard Rogers e Lorenz Hart, gravada por inúmeros artistas como Elvis Presley, Frank Sinatra, Dean Martin, Billie Holliday e Billy Eckstine.

    A última vez que este evento cósmico aconteceu foi em 2018, e se calcula que até 2023 não vai ocorrer de novo.

    Mais:

    EUA serão os primeiros a chegar a Marte e enviar 1ª mulher à Lua, afirma Trump
    Telescópio Hubble detecta sombra cósmica 'batendo asas' (VÍDEO)
    Estudo revela possíveis candidatos para posto de Planeta 9 do Sistema Solar
    Tags:
    astronomia, fenômeno, Terra, Espaço, lua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar