15:40 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    A descoberta de centenas de dentes fossilizados em um rio pré-histórico dá origem a novas hipóteses sobre estes dinossauros.

    Os paleontólogos geralmente consideram que estes répteis extintos eram terrestres, mas há uma espécie que desafia esta ideia.

    Centenas de dentes de Spinosaurus aegyptiacus, um dinossauro com uma cauda gigante, foram encontrados em um leito de rio pré-histórico no Marrocos, conforme divulga o portal Science Alert.

    Dentes fossilizados do réptil Spinosaurus aegyptiacus encontrados em leito de rio no Marrocos
    © Foto / Beevor et al., Cretaceous Research, 2020
    Dentes fossilizados do réptil Spinosaurus aegyptiacus encontrados em leito de rio no Marrocos

    A enorme abundância de dentes - pertencentes a outros dinossauros - numa localização ribeirinha é o reflexo do estilo de vida dos animais aquáticos da época, revela o paleontólogo David Martill da Universidade de Portsmouth (Reino Unido).

    "Um animal vivendo a maior parte de sua vida na água contribui mais provavelmente para o depósito de dentes do rio do que dinossauros que só o visitassem para beber e se alimentar em sua bacia", acreditam os especialistas.

    Então, no começo de 2020, o pesquisador Nizar Ibrahim e seus colegas encontraram uma cauda fossilizada de Spinosaurus, o que foi considerado na época revolucionário.

    Ilustração do réptil Spinosaurus aegyptiacus
    Ilustração do réptil Spinosaurus aegyptiacus

    A descoberta dos dentes confirma ainda mais a natureza aquática do réptil encontrado no leito do rio. Se especula que o padrão de perda dos dentes da espécie era similar ao dos crocodilos modernos.

    Segundo os paleontólogos, os fósseis guardam características relativamente fáceis de serem identificadas, permitindo aos pesquisadores se focarem nas mesmas.

    "Com tal abundância de dentes de Spinosaurus, é altamente provável que o animal vivesse principalmente em rios, não em suas bacias", argumenta o paleontólogo Thomas Beevor da universidade britânica.

    "Os resultados são totalmente consistentes com a ideia de um verdadeiro 'monstro do rio' vivendo na água", dizem os cientistas.

    Mais:

    Fóssil de árvore encontrado no Peru guarda segredos sobre clima de há 10 milhões de anos (FOTO)
    Raro fóssil de dinossauro de 166 milhões é encontrado na Escócia (FOTOS)
    Grande depósito de ovos de dinossauro é descoberto na Espanha (FOTOS)
    Tags:
    Marrocos, descoberta, rio, fóssil, dente, réptil, ciência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar