03:42 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    7174
    Nos siga no

    Até o momento não existe registro algum de alguém que tenha conseguido viajar no tempo, porém, sua possibilidade continua fascinando os cientistas.

    Filmes como "O Exterminador do Futuro", "Donnie Darko" e "De Volta para o Futuro" e muitos outros mostraram que viajar pelo tempo cria diversos problemas para as regras fundamentais do Universo. Por exemplo, se pudesse voltar atrás no tempo e impedir seus pais de se encontrarem, como você poderia existir para voltar ao passado?

    Carro DeLorean, ícone do filme de ficção científica De Volta para o Futuro
    © AP Photo / Christy Radecic / Invision
    Carro DeLorean, ícone do filme de ficção científica "De Volta para o Futuro"

    Este é o conhecido "paradoxo do avô". Agora, o estudante de Física Germin Tobar, da Universidade de Queensland (Austrália) anunciou no portal da instituição que trabalha em como "encaixar os números" de forma a que a viagem no tempo seja possível sem paradoxos.

    "Dinâmicas clássicas dizem que, se você souber o estado de um sistema em um momento particular, isto pode nos dizer toda a história do sistema", afirma Tobar.

    "Entretanto, a teoria de relatividade geral de Einstein prevê a existência de ciclos de tempo ou viagens no tempo - onde um evento pode ser tanto no passado quanto no futuro de si mesmo - teoricamente virando o estudo das dinâmicas de cabeça para baixo", agregou o físico. Cálculos demonstram que a viagem no espaço-tempo pode se adaptar para evitar paradoxos.

    Por exemplo, alguém que viaje no tempo para impedir uma doença de se espalhar - se a missão fosse um sucesso, não teria que voltar no tempo para deter a mesma.

    O trabalho do físico, publicado pela Classical and Quantum Gravity, sugere que a doença ainda escaparia por outra via, por um caminho diferente ou por um método diferente, removendo o paradoxo. O que quer que o viajante do tempo fizesse, a doença não seria detida.

    A nova pesquisa simplifica o problema com outras hipóteses. A viagem no tempo seria possível, porém, segundo o modelo do estudo, os viajantes no tempo ficariam restritos no que faziam. Neste modelo, os viajantes no tempo teriam a liberdade de fazer o que quisessem, mas os paradoxos não seriam possíveis.

    "Por mais que você tente criar um paradoxo, os eventos sempre se ajustarão, para evitar qualquer inconsistência", afirma Fábio Costa, físico da universidade australiana.

    "A gama de processos matemáticos que descobrimos mostra que viajar no tempo com livre arbítrio é logicamente possível em nosso Universo sem nenhum paradoxo", conclui o físico.

    Mais:

    'Ouro dos tontos' pode revolucionar ciência?
    Experimento quântico indica que viagem no tempo é possível
    Revelados segredos do sistema Peresvet, a arma laser russa que desafia a física
    Tags:
    ficção científica, Física, tempo, viagem, ciência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar