14:29 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos descobriu os restos de mais de 1.500 pessoas durante as escavações em um antigo cemitério da cidade de Osaka, no Japão.

    De acordo com um comunicado do Conselho de Educação e da Associação do Patrimônio Cultural de Osaka, as sepulturas de Umedahaka, um dos sete cemitérios historicamente importantes da cidade, são datados do final do período Edo (1603-1867) e princípios da era Meiji (1868-1912).

    Devido à falta de objetos pessoais significativos, os pesquisadores consideram que os restos eram de pessoas comuns que habitavam no castelo de Osaka e seus arredores.

    Tumbas de mais de 1.500 pessoas encontradas em Osaka
    Tumbas de mais de 1.500 pessoas encontradas em Osaka

    A análise dos ossos desenterrados mostrou que muitas das pessoas morreram jovens, com 30 anos de idade, muitas outras eram crianças, além de indicar que suas mortes provavelmente foram causadas por uma pandemia ou um desastre natural.

    Escavação revela mais de 1.500 tumbas em Osaka
    Escavação revela mais de 1.500 tumbas em Osaka

    Além dos restos mortais, os pesquisadores encontraram esqueletos de animais domésticos como leitões, um cavalo e um gato.

    "Os restos escavados, incluindo os ossos humanos, atualmente estão em processo de classificação e análise", segundo o comunicado.

    Mais:

    Esqueleto sentado em sofá foi encontrado em casa abandonada na Indonésia (FOTO)
    São desenterrados 42 esqueletos amarrados uns aos outros no Reino Unido
    DNA de esqueletos de 8.000 anos revela 'linhagem fantasma' na antiga África
    Tags:
    Japão, escavação, descoberta, túmulo, túmulos, tumbas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar