07:19 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1151
    Nos siga no

    Um asteroide do tamanho de um carro bateu o recorde ao realizar a trajetória mais próxima da Terra, sendo detectado apenas seis horas depois.

    O asteroide 2020 QG voou a 2.950 quilômetros da Terra sobre o oceano Índico, uma distância jamais registrada na história, segundo o Observatório Astronômico Sormano, na Itália.

    A rocha espacial, do tamanho de um carro, não representou perigo à humanidade. No entanto, o que surpreende é que não foi notada pelos astrônomos da NASA, que não tinham ideia de sua existência, dando conta do corpo celeste horas depois de sua passagem.

    Imagem artística de asteroide
    Imagem artística de asteroide

    A NASA argumentou que há milhões de pequenos asteroides do tamanho do 2020 QG e são difíceis de serem descobertos até que se aproximem da Terra.

    "O asteroide se aproximou sem ser detectado vindo da direção do Sol. Não notamos sua aproximação", afirmou ao portal Business Insider o diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra da NASA, Paul Chodas.

    Segundo os cálculos da NASA, este asteroide girou aproximadamente 45 graus quando passou próximo da Terra.

    Mais:

    NASA avisa sobre chegada de mais asteroides nesta semana depois que último passou 'despercebido'
    Cientistas sugerem amarrar asteroides 'assassinos' a outros menores para evitar colisões com Terra
    ESA alerta que cometas podem causar mais danos à Terra do que asteroides
    Tags:
    Terra, corpo celeste, rocha, Espaço, NASA, asteroide
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar