18:23 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4221
    Nos siga no

    Cientistas da NASA defendem que há um grande número, até agora desconhecido, de anãs marrons, bolas de gás que são grandes demais para serem chamadas de planetas e pequenas demais para serem estrelas.

    Para encontrar estes corpos celestes, que flutuam ao redor do nosso Sistema Solar, a NASA lançou um projeto para cientistas e entusiastas da astronomia.

    Duas anãs marrons incomuns foram detectadas com a ajuda de astrônomos amadores, que levaram os cientistas aos objetos bizarros depois de estudarem dados do satélite NEOWISE da NASA, bem como todas as observações coletadas entre 2009 e 2011, segundo comunicado da agência espacial norte-americana.

    As anãs marrons recém-descobertas foram chamadas de "as primeiras estrelas subanãs extremas do tipo T". Elas pesam 75 vezes mais que Júpiter, o maior planeta do nosso Sistema Solar, e têm aproximadamente dez bilhões de anos.

    Ilustração artística de erupção de uma estrela anã marrom
    © Foto / ESA
    Ilustração artística de erupção de uma estrela anã marrom

    A NASA afirmou que estas são as anãs marrons mais parecidas com um planeta até agora vistas entre as estrelas mais antigas presentes em nossa galáxia.

    Os dois corpos celestes têm pouco ferro, sendo que um deles aparentemente tem apenas cerca de 3% do teor de ferro do Sol. Normalmente, uma anã marrom pode ter até 30 vezes mais ferro e outros metais do que os dois corpos descobertos.

    De acordo com os cientistas, um estudo mais aprofundado dos dois corpos celestes ajudará a aprender mais sobre os exoplanetas.

    "Estas anãs marrons surpreendentes e estranhas são semelhantes aos antigos exoplanetas, podendo nos ajudar a compreender a física dos planetas fora do Sistema Solar", afirmou o astrofísico Marc Kuchner, pesquisador principal do estudo da NASA.

    Mais:

    Revelada razão de comportamento instável de estrelas perto dos centros galácticos
    Astrônomos descobrem estrelas cobertas de manchas magnéticas que causam enormes explosões (VÍDEO)
    Primeira geração de estrelas não surgiu como pensávamos, dizem cientistas
    Tags:
    Sistema Solar, exoplanetas, planetas, espaço, estrela anã, estrelas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar