12:44 22 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4382
    Nos siga no

    Uma equipe de físicos russos e italianos criou um metamaterial capaz de suprimir a resposta elétrica das antenas.

    A equipe de cientistas russos e italianos do Projeto Anastasiya, que leva o nome da grã-duquesa do Império Russo Anastasiya Romanova, desenvolveu uma tecnologia que permite tornar indetectáveis as antenas dos celulares, incluindo as de 5G, bem como mastros de navios, torres de aeroportos e outros objetos metálicos alongados.

    Os cientistas desenvolveram uma "capa de invisibilidade" que permite envolver estes objetos e torná-los indetectáveis aos sensores de qualquer radar. O elemento-chave da invenção é um inovador metamaterial que suprime a resposta elétrica de todo o objeto com esta forma.

    Sukhoi PAK FA, conhecido também como T-50
    © AP Photo / Misha Japaridze
    Sukhoi PAK FA, conhecido também como T-50

    "Qualquer objeto metálico alongado tem uma resposta de tipo elétrico, um sinal que surge em resposta à influência", explicam os cientistas russos em um comunicado publicado pela Universidade Nacional de Pesquisa Tecnológica de Moscou (MISiS, na sigla em russo).

    Para ocultar esses objetos dos radares, é preciso que ele comece a dispersar a luz, como um objeto com resposta magnética, que por si mesma é muito fraca, conforme os detalhes da invenção publicados na revista Scientific Report.

    "Desenvolvemos um revestimento especial, baseado em um difusor dipolo magnético ideal, que converte um objeto metálico alongado com resposta elétrica em um objeto com resposta magnética", afirmou um dos autores do trabalho, Aleksei Basharin, professor do Laboratório de Metamateriais Supercondutores do MISiS.

    O método pode ser aplicado em tecnologias furtivas, para tornar os aviões e navios menos visíveis aos radares de um potencial inimigo.

    O novo metamaterial também pode ser útil para ocultar as antenas dos aeroportos e das torres de celulares com o objetivo de evitar que interfiram com os radares dos aviões e das comunicações entre os operadores e os pilotos.

    Mais:

    Sistemas de guerra eletrônica russos conseguem 'desarmar' caças furtivos F-35 dos EUA
    Forças russas no Extremo Oriente recebem sistema de radar capaz detectar caças furtivos F-35 e F-22
    Guarda Revolucionária do Irã pode receber drone furtivo com alcance de 2.000 km
    Tags:
    tecnologia furtiva, radar, tecnologias, tecnologia, avião
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar