20:27 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 71
    Nos siga no

    Astrônomos descobriram a razão pela qual a atmosfera superior dos planetas gigantes como Saturno e Júpiter é tão quente apesar de se encontrar mais distante do Sol do que a Terra.

    A fonte de calor era um dos grandes mistérios do Sistema Solar, que permaneceu oculto durante muito tempo.

    A descoberta publicada no portal Phys.org mostra a análise dos dados obtidos do orbitador Cassini da NASA. Esses dados demonstraram que o aquecimento da atmosfera de Saturno ocorre devido a poderosas luzes polares provenientes dos polos sul e norte do planeta.

    Essas correntes elétricas, causadas pela interação entre o vento solar e as partículas carregadas, fazem com que a atmosfera superior seja aquecida.

    "Compreender a dinâmica realmente requer uma visão global. Foi a primeira vez que observamos a atmosfera superior de polo a polo enquanto vemos como a temperatura muda com a profundidade", afirmou Zarah Brown, autora principal do estudo.

    A temperatura das camadas superiores foi medida através da observação da refração da luz das estrelas brilhantes nas constelações de Órion e Cão Maior no limite da atmosfera de Saturno durante a passagem do orbitador Cassini.

    Mais:

    Sonda da NASA tira FOTOS inacreditáveis de 'Grand Canyon' na superfície de Marte
    Pandemia força NASA a suspender construção de poderoso foguete
    NASA fixa sonda em Marte batendo nela com 'pá' (VÍDEO)
    Tags:
    Sistema Solar, mistério, NASA, astrônomo, estudos, estudo, Cassini
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar