07:14 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1140
    Nos siga no

    Segundo um estudo realizado na China em fevereiro, os pacientes com a COVID-19 avançada que passam a maior parte do tempo deitados de barriga para baixo têm menos risco de morte.

    É possível aliviar os sintomas da COVID-19, bastando para isso estar de barriga para baixo, de acordo com um estudo realizado durante seis dias em fevereiro por cientistas chineses e canadenses no Hospital Wuhan Jinyintan, China.

    Durante a experiência, que reuniu 12 participantes afetados pela síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) relacionados ao novo coronavírus, sete pacientes receberam pelo menos uma sessão em que se posicionavam de barriga para baixo usando um ventilador. Três pessoas receberam suporte cardíaco e respiratório através de oxigenação extracorpórea da membrana.

    Nem todos responderam positivamente, como demonstrado por três pessoas que morreram. Os pesquisadores também reconhecem que testaram um número reduzido de pessoas.

    No entanto, o estudo demonstrou que pacientes que não estiveram de barriga para baixo tinham baixa capacidade pulmonar, enquanto aqueles que alternavam entre as posições de barriga para cima e para baixo tiveram melhores reações.

    Trata-se do primeiro estudo que testa a melhoria da situação dos pulmões de pacientes com COVID-19 grave através de ventiladores.

    Mais:

    Cientista: manter distância mínima de 2 metros de uma pessoa pode não evitar coronavírus
    Como uma hemoterapia do século XIX se tornou em nova forma de combater a COVID-19
    Médicos revelam outro possível sintoma de infecção por coronavírus
    Coronavírus: 90% dos casos podem passar despercebidos, diz estudo
    Infectados com coronavírus assintomáticos poderiam transmitir doença, revela estudo
    Tags:
    China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar