15:40 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    121
    Nos siga no

    Robôs semelhantes aos humanos poderão ser desenvolvidos e inseridos entre a população para espioná-la sem a mesma saber.

    Com o avanço da inteligência artificial, desde drones capazes de neutralizar ameaças até bonecas sexuais estão sendo desenvolvidos para satisfazer tanto interesses pessoais como os do Estado.

    Contudo, segundo o especialista em inteligência artificial Ian Pearson, governos de diferentes países poderão desenvolver robôs semelhantes aos humanos e os inserir entre populares com o intuito de espioná-los, publicou o tabloide Daily Star.

    Embora o uso da tecnologia possa trazer consigo legislação que a regule, Ian Pearson acredita que alguns países poderiam usufruir de tais robôs indiscriminadamente.

    "Se você fosse um país pequeno ou independente e não se submetesse às autoridades ocidentais, não achando que a Europa te deva ditar o que fazer, então você pode ir em frente e fazer o que você quiser", declarou.

    O cientista também acredita que a melhor forma de alguns países manterem a vigilância e controle sobre sua população seria o uso de tal tecnologia.

    Robôs espiões em todo mundo

    Ainda segundo Pearson, a existência de tais robôs em um país facilitaria o seu uso em outros lugares.

    Tendo como exemplo hipotético a China como produtora de tal tecnologia, Pearson disse:

    "O que vai parar um cara com um megaiate que desembarca em um porto chinês e compra várias dúzias [de robôs] e depois os traz para o Ocidente? [...] Uma vez que eles [robôs] existam em um país, eles poderão estar em qualquer lugar. Eu não acho que você possa parar isso."

    Analisando um cenário futuro, Pearson afirmou que, com base nas implicações e questões éticas, a livre comercialização de tal tecnologia poderia se tornar ilegal.

    Mais:

    Como robôs chineses ajudam a combater o coronavírus
    Robôs são maior ameaça à humanidade que mudança climática, segundo especialista
    Cansado de políticos mentirosos? Robôs poderiam ser a solução
    Tags:
    população, China, Europa, espião, tecnologia, inteligência artificial, robô
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar