05:04 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    380
    Nos siga no

    Cientistas ficaram surpresos depois de descobrir fóssil de um animal colossal de 40 milhões de anos na ilha Seymour, situada na Antártica.

    Uma equipe de cientistas descobriu uma espécie extinta conhecida como Palaeeudyptes klekowskii ou pinguim colosso, que viveu até 40 milhões de anos, afirmou o professor do Pesquisa da Antártica Britânica (BAS), David Walton.

    "Sabemos que havia lá [na Antártica] dinossauros e sabemos que também havia pinguins gigantes - de fato, de 1,80 metro de altura. Reconstruímos um pinguim a partir de um único metatarso que foi encontrado - é incrível o que se pode fazer com um osso", afirmou anteriormente o pesquisador à BBC.

    Para efeito de comparação, os pinguins imperadores, que são os mais altos de hoje, podem pesar 45 quilos e alcançar 120 centímetros de comprimento.

    Aves gigantes

    Acredita-se também que esse misterioso pinguim poderia ter pesado até 120 quilos, o que permitia que esse animal mergulhasse mais fundo e ficasse mais tempo debaixo d'água para caçar, por aproximadamente 40 minutos.

    A NASA está muito dedicada na Antártica com campo de testes em busca de evidências de vida abaixo da superfície, escreve o tabloide britânico Express.

    Filhotes de pinguins seguem ave adulta durante passeio na Antártica
    Filhotes de pinguins seguem ave adulta durante passeio na Antártica

    A agência espacial está se preparando para enviar o rover Buoyant para exploração do subgelo do continente meridiano do nosso planeta nas próximas semanas.

    O robô de duas rodas usará a flutuação para se ancorar de cabeça para baixo no gelo para estudar a zona onde a crosta e o oceano interagem.

    Mais:

    Paleontólogos descobrem na Nova Zelândia fóssil de 'pinguim monstro' (FOTOS)
    Doutrinador do Polo Sul: pinguins seguem seu professor pela Antártica
    Exploradores descobrem 'mundo subterrâneo perdido' de 3 andares na Antártida (FOTOS)
    Tags:
    ave, animal extinto, Antártica, pinguim
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar