06:18 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    O telescópio espacial Hubble conseguiu fotografar o centro de uma galáxia espiral. A imagem foi publicada no site da NASA.

    A imagem feita pelo telescópio Hubble mostra a região central da galáxia espiral IC 2051, girando permanentemente e possuindo uma concentração central de estrelas chamada bulbo galáctico, relata a NASA. A galáxia em questão faz parte da constelação de Mensa, que se encontra no hemisfério sul, a uma distância de aproximadamente 85 milhões de anos-luz.

    Imagem próxima feita pelo Hubble do disco da espiral, bulbo: Esta imagem do Telescópio Espacial Hubble da NASA\ESA mostra a IC 2051, uma galáxia no sul da constelação Mensa, a 85 milhões de anos-luz de distância.

    "As galáxias espirais como a IC 2051 se parecem um pouco com discos voadores se você olhar de lado", comentam os astrônomos responsáveis pelo Hubble.

    As galáxias espirais, entre as quais a Via Láctea, albergam centenas de bilhões de estrelas, assim como gás e poeira. Elas possuem também "braços" luminosos que se enrolam em torno de uma protuberância central chamada de bulbo, informa o portal Futura.

    Por que essas galáxias são importantes?

    A galáxia IC 2051 foi observada pelos astronautas durante estudos dos bulbos galácticos. Segundo os cientistas, o "coração" das galáxias espirais possui um grande papel em seu desenvolvimento. Estas regiões luminosas centrais, que não estão ainda suficientemente estudadas pelos astrônomos, influenciariam o crescimento dos buracos negros.

    Mais:

    Buraco negro do centro da Via Láctea teria um 'amigo'
    Por que a Via Láctea tem braços em espiral? Cientistas explicam
    Perda de matéria escura em galáxias gera novo mistério no Universo
    Tags:
    ciência, galáxia, NASA, hubble
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar