11:20 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 352
    Nos siga no

    Desde sua descoberta, o megalodonte é considerado um dos maiores carnívoros a habitar a Terra e um grande causador de debates.

    Depois de tanto tempo sem conseguir chegar a um acordo quanto ao tamanho do megalodonte, a comunidade científica finalmente se entendeu e, pelo visto, o predador pré-histórico não era assim tão grande.

    O megalodonte viveu entre 19,8 milhões e 2,6 milhões de anos, morando nas zonas tropicais do mundo. Devido aos dentes gigantescos de até 20 centímetros de comprimento, as especulações de que se trataria de uma criatura gigantesca só aumentaram. Teorias passaram a apontar que o predador teria entre 25 e 30 metros de comprimento.

    Um estudo recém-publicado pela revista acadêmica Historical Biology pôs fim à incógnita, assegurando que o megalodonte media até 15 metros.

    Todavia, pesquisadores dizem que o animal pode ser considerado um dos maiores carnívoros – quiçá um dos superpredadores – que viveram na Terra.

    "É sempre fascinante pensar quão grande ele poderia ter sido, no entanto, a minha pesquisa sugere vivamente que os tubarões da espécie Otodus de mais de 15 metros de comprimento devem ter sido excepcionalmente raros", afirmou o paleontólogo Kenshu Shimada, em comunicado da Universidade DePaul, nos EUA.

    Saber o tamanho máximo possível de cada espécie é importante para entender características metabólicas e o comportamento que poderiam ter influenciado suas interações com outras espécies e, em última instância, a história do ecossistema terrestre, concluiu Shimada.

    Mais:

    Fóssil de tubarão de 91 milhões de anos é encontrado nos EUA (FOTO)
    Fim dos ataques de tubarão? Criado tecido resistente a mordidas mais vorazes
    Tubarão de 6 metros nada 'juntinho' de mergulhadora no Havaí (VÍDEO)
    Tags:
    gigante, animais marinhos, pesquisa, tubarão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar