21:57 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Rover planetário chinês Yutu-2

    Nova FOTO do 'gel misterioso' achado no lado oculto da Lua ajudaria a identificar sua origem

    © AP Photo / Administração Espacial Nacional da China
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    280
    Nos siga no

    O programa chinês de exploração Lunar (CLEP, na sigla em inglês) publicou uma nova imagem da "misteriosa substância" encontrada no mês de julho em uma pequena cratera no lado oculto da Lua.

    A fotografia foi captada pelo rover chinês Yutu 2 e poderia ajudar a desvendar a possível natureza deste material ainda não identificado. Anteriormente Pequim tinha afirmado que a "forma e a cor" deste material, parecido com gel, "são bastante diferentes do solo lunar circundante".

    A câmera principal do rover Yutu 2 mostra o centro da cratera e, à sua volta, um material de uma cor diferente, com pontas brilhantes.

    Material espacial não identificado fotografado pelo rover chinês Yutu-2 em cratera lunar
    © Foto / CNSA/CLEP
    Material espacial não identificado fotografado pelo rover chinês Yutu-2 em cratera lunar

    A nova imagem foi partilhada pelo portal Our Space, através da sua conta na rede social Weibo. Por enquanto, se desconhece a origem desta substância. No entanto existem várias teorias quanto à sua proveniência.

    Hipóteses de origem do 'gel espacial' 

    De acordo com o Clive Neal, cientista lunar da Universidade de Notre Dame em Indiana (EUA), o aparecimento da nova foto reforça a anterior sugestão de que o material descoberto na cratera é muito parecido em sua natureza com uma amostra de vidro de impacto encontrada durante a missão à Lua da Apollo 17 em 1972.

    Em declarações ao portal Space.com, o cientista destacou que a amostra 70019, recolhida pelo astronauta e geólogo Harrison Schmitt, é constituída por fragmentos escuros e quebrados de minerais carbonizados e de vidro negro brilhante.
    Imagem de elevado contraste da substância encontrada na Lua
    © Foto / CNSA/CLEP/NASA/GSFC/Dan Moriarty
    Imagem de elevado contraste da substância encontrada na Lua

    O vidro fundido de impacto pode resultar ou ser modificado por colisões de meteoritos a alta velocidade em uma superfície planetária.

    Por sua vez, Dan Moriarty, estagiário do Programa Postdoctoral da NASA do Centro de Voos Espaciais Goddard nos EUA, depois de analisar a recente imagem manifestou uma opinião diferente da da equipa chinesa, dizendo que "a forma dos fragmentos parece bastante semelhante à de outros materiais na área".

    Mais:

    Colonizando o espaço: empresa russa deverá instalar base na Lua em breve
    Gelo da Lua teria bilhões de anos e seria proveniente de diferentes fontes, segundo cientistas
    Tags:
    China, rover, lado escuro da Lua, missão lunar, Yutu
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar