14:12 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Gêiser (imagem referencial)

    Conspiracionista mostra algo muito parecido com vulcão subaquático perto dos EUA (VÍDEO)

    CC BY-SA 2.0 / Robin Fernandes / Gêiser (imagem referencial)
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Youtuber, que compartilhou o achado, afirma ter sido inspirado pela descoberta de um novo vulcão submarino na costa africana, no qual ele acredita que esteja por trás de uma série de misteriosos terremotos de baixa frequência nas proximidades da ilha francesa de Mayotte, localizada entre Moçambique e Madagascar.

    As descobertas do youtuber MrMBB333 geralmente geram diversas teorias da conspiração e, dessa vez, não foi diferente. Seu vídeo mostra algo semelhante a um enorme objeto escuro, localizado a diversos quilômetros da costa de Nova Jersey nos EUA.

    O vídeo mostra um "elemento arredondado" subaquático aparentemente quase do mesmo tamanho do estado.

    "Eu não sei o que é isso. No momento, eu chamo isso de anomalia subaquática da costa oriental", afirmou o youtuber.

    "Perece que há uma mudança de profundidade, que lembra uma série de vulcões com duas milhas [3,2 quilômetros] de comprimento e largura, muito semelhante ao que descobriram na costa africana", acrescentou.

    Ele também analisou a temperatura do mar na região, afirmando que sua descoberta pode ser semelhante à realizada por um grupo de pesquisadores franceses na semana passada, que detectou um novo vulcão submerso próximo da ilha francesa de Mayotte.

    "Há uma anomalia da temperatura da superfície do mar nessa área [na costa dos EUA]. Essas coisas acontecem, elas acontecem rapidamente", completou.

    Mais:

    Vulcão Popocatepetl entra em erupção no México (FOTOS, VÍDEO)
    Descoberta nova zona anômala que está se expandindo debaixo do vulcão Yellowstone
    Geólogo compara vulcão Yellowstone com 'maçarico' que rompe crosta da Terra
    Tags:
    descoberta, mistério, teoria de conspiração, vulcão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar