22:09 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Cobra-verde-da-videira

    Nova espécie de cobra-verde-da-videira é descoberta (FOTO)

    CC BY-SA 2.0 / Rushen / Cobra-verde-da-videira
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40

    Especialistas descobriram uma nova espécie de cobra-verde-da-videira na Índia.

    A última vez que uma espécie de cobra videira foi descoberta foi há mais de um século, mais precisamente em 1906.

    Essas cobras são conhecidas por serem finas, com cabeças estreitas e focinhos pontiagudos. Além disso, elas possuem três gêneros proeminentes, as Oxybelis encontradas no continente americano, Thelotornis encontradas na África e Ahaetull, encontradas na Índia e sudeste asiático.

    Segundo os cientistas, o trabalho de estudo e pesquisa levou aproximadamente 10 anos para descrever novas espécies. A nova espécie descoberta foi batizada de Ahaetulla Laudankia, segundo o portal Tech Explorist.

    Uma análise molecular em espécimes encontrados foi realizada, indicando que os espécimes encontrados eram de uma única espécie. Após revisar todo o conteúdo referente às cobras-verde-da-videira de cor castanha e validação cruzada entre duas antigas cobras marrons, a equipe veio a crer ter descoberto uma nova espécie.

    A equipe publicou um relatório sobre o trabalho no Journal of Natural History, considerando que a pesquisa levou aproximadamente uma década.

    ​"Agora, nós estamos tentando encontrar o alcance da distribuição da cobra. O objetivo é encontrar o alcance original da distribuição. Estamos mapeando sua presença ao longo da Índia. Estamos obtendo informações sobre a ocorrência de diferentes partes do país", afirmou o doutor Pratyush P. Mohapatra, membro da equipe de pesquisa.

    Mais:

    Cobra engole sapo inteiro enquanto homem tenta atrapalhá-la
    Cobra e sua presa são encontradas mortas após se envenenarem uma à outra (FOTO)
    Australiano toma susto com cobra na privada (VÍDEO)
    Tags:
    réptil, serpentes, Cobra, descoberta, estudo, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar