10:12 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Crânio (imagem referencial)

    Arqueólogos britânicos revelam 'uma das mais significativas descobertas anglo-saxônicas'

    CC0
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 40

    Analisados por cientistas, artefatos coletados de uma sepultura bem preservada em Prittlewell, perto de Southend-on-Sea, localizada entre um pub e um supermercado, serão exibidos ao público no dia 11 de maio, informa revista Historic England.

    Arqueólogos e historiadores deram detalhes do que exatamente foi desenterrado da câmara funerária, tendo sido "uma das mais significativas descobertas anglo-saxônicas" já vista pelo Reino Unido.

    "Uma equipe de especialistas foi capaz de revelar novos elementos da câmara funerária, detalhes do homem enterrado e conhecimento das tradições anglo-saxônicas que nunca chegamos a pensar ser possíveis", declarou Sophie Jackson, diretora de Pesquisa e Engajamento do Museu de Arqueologia de Londres.

    Segredos anteriormente escondidos e detalhes do enterro principesco de Prittlewell foram meticulosamente reconstruídos com o apoio do Museu de Arqueologia de Londres e Museu de Southend

    Entre as descobertas valiosas se encontram cruzes folheadas a ouro, que dá referência à religião do homem enterrado. Vale destacar que a cova pode ser de um parente do rei Saebert (que morreu aproximadamente no ano 616 d.C.), sendo muito provavelmente do irmão do rei, Seaxa, de acordo com especialistas.

    Explore a câmara funerária, seus artefatos e a pesquisa desvendando seus segredos em uma nova câmara on-line interativa

    Vários itens iluminam a possível identidade do ocupante da câmara, como pequenos fragmentos de esmalte de dente, o posicionamento de uma fivela de cinto de ouro no corpo e as fivelas de liga para prender o calçado. As descobertas sugeriram aos pesquisadores que o homem enterrado tinha cerca de 1,80 m de altura, sendo ele um adulto ou adolescente.

    Aqui estão… Acredita-se que tenham sido colocadas sobre os olhos dele

    A câmara contém um fragmento de madeira de 1.400 anos, que é o único exemplo sobrevivente de madeira a ser pintada em um estilo anglo-saxônico primitivo.

    Este notável fragmento de uma caixa de madeira de Prittlewell é o único exemplo sobrevivente de madeira pintada em um estilo anglo-saxônico primitivo!

    A câmara foi originalmente descoberta em 2003, e levou 15 anos para ser realizada uma análise do seu conteúdo e segredos.

    Mais:

    Raro tesouro com nome bíblico é encontrado por arqueólogos em Jerusalém (FOTOS)
    No Egito, arqueólogos descobrem 'túmulos misteriosos' da era de Cleópatra (FOTOS)
    Arqueólogos encontram 'elixir da imortalidade' em tumba da dinastia imperial chinesa
    Tags:
    ouro, descoberta, arqueologia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar